Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Diário de uma borboleta

Seria cômico se não fosse trágico
Em cada Lua há uma promessa
e a vida traça a reta
enquanto eu entorto (sem rimas por favor, afinal borboleta não é poeta...)

As minhas cores agora voltam
já lilaso o vôo
libertas quae sera tamen

Sobrevivi
Sofri não.
Apenas me enchi.

Suspiros caíam ao chão
aquela coisa deliciosa de tornar o caminhar doce...
quantas investidas e quantos nãos?
uma fartura

amanhã é hoje
não foi tão difícil assim
afinal as flores vieram do nada
e o meu jardim adora um tango

voilá...

vou carimbar o passaporte
tenho um rumo
tenho um norte

abram, asas!
quero voar.
Dora Leal
Enviado por Dora Leal em 26/10/2006
Reeditado em 01/11/2006
Código do texto: T273770

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Dôra Leal). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Dora Leal
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
501 textos (25411 leituras)
1 e-livros (38 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 07:06)
Dora Leal