Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Carta para o Papai Noel

São Leopoldo, 27 de abril de 2001

Carta para o Papai Noel.

Querido Papai Noel é a primeira vez que eu escrevo uma cartinha prá ti! Ainda estou empanturrado com os chocolates da Páscoa e já estou preocupado com o Natal. É que eu não sei se vai dar para ser bonzinho até lá?!
Por não saber mentir nem a mim mesmo, estou esquecendo de como se faz para ser feliz. Tenho medo que o meu coração se torne um iceberg, pois, a confiança é uma virtude que está mais extinta do que mico - leão - dourado.
O bicho-papão que muito atormentara meus sonhos, agora me atormenta com a realidade. Por não ter uma alma dotada de estupidez, temo por ver minha filha que nem projeto é, dançando com o rabo arregaçado e anotando em sua agendinha a hora da trepada do dia, porque anotar o nome do copulador seria pedir demais. Temo por ver meu filho que nem existe  se chapando, para provar para os amigos o cara legal que ele é, e ainda emprenhando uma cadela preparada para eu chamar de nora.
Por não ter uma alma dotada de estupidez, temo pelo futuro desta juventude fria, drogada, burra e prostituída, que, dançando os bondes da vida, se acha feliz.
Querido Papai Noel, estou pedindo discernimento a esta juventude, para que ela saiba educar os jovens de amanhã. Ou os adolescentes no domingo à tarde em frente à televisão, se masturbarão vendo as radiografias dos tigrões e das popozudas do futuro.
Uma vez Heitor Villa Lobos, que não é DJ e nem Mc disse:
- Ou esta juventude deixa um pouco de jogar futebol, ou passará a pensar com os pés! - E eu ratifico sua expressão da seguinte maneira:
Ou essa galera deixa um pouco de remexer o bumbum, ou passará a discursar com os flatos!
Desculpe se estou sendo chato com o senhor, eu poderia estar pedindo uma bicicleta, um patinete, ou  um cãozinho Aibo, mas é que esta cartinha é de um cara de quase 22 anos que nunca beijou no dia 12 de junho por ser sincero.
Papai Noel, dia 25 de dezembro, se Deus quiser, estarei em frente à lareira esperando que o senhor jogue pela chaminé uma caixinha com o mapa do sentido da vida, ou então, torne a minha alma estúpida para eu ser feliz como os outros.
Hermison Frazzon da Cunha
Enviado por Hermison Frazzon da Cunha em 24/06/2005
Código do texto: T27477
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Hermison Frazzon da Cunha www.recantodasletras.com.br/autores/mano). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Hermison Frazzon da Cunha
São Leopoldo - Rio Grande do Sul - Brasil, 35 anos
102 textos (24740 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/10/14 10:40)
Hermison Frazzon da Cunha



Rádio Poética