Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Só para quem tem medo



A barreira entre o desejo e o fato consumado, o medo. Todo mundo guarda pelo menos um, não és intransponível, porém o próprio nome já diz, da “medo”. Medo de encarar os traumas, as situações adversas, enfrentar o novo, reviver o passado. Motivo pelo qual nos frustramos em alguns casos, por quê? Porque esse tal medo segurou nosso braço e não nos deixou ir até ali, naquele lugar, onde teoricamente estaria a felicidade ou o objeto de desejo. Digo teoricamente pois só haverá certeza do correto depois te testado e aprovado, mas antes disso o medo precisa ser driblado. Sentimento que altera todas as funções, as pernas tremem, a audição se aguça e a imaginação se alimenta, fantasiam-se coisas inexistentes, desperdiçam-se oportunidades. E quando tudo parece estar bem, eis que ele se materializa para que a nossa paz seja apenas uma lembrança, chega sorrateiro e toma conta da situação e se apresenta de tal forma como se fosse a coisa mais importante que existe, pois não há em nossa mente espaço para outras reflexões senão sobre esse nosso tal medo. Um desconforto generalizado, mal humor e pessimismo, eis os sintomas.
Há várias formas, medo de correr, medo de olhar, medo de sair, medo de chegar, medo de dirigir, medo de encontrar, medo de desencontrar, é um sentimento multiforme. O que fazer? Não há outro jeito, enfrente-o!

Antonio Leonardo Santos
(02/11/2006)
Antonio Leonardo Santos
Enviado por Antonio Leonardo Santos em 02/11/2006
Código do texto: T280478
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Antonio Leonardo Santos
Nova Iguaçu - Rio de Janeiro - Brasil, 32 anos
12 textos (929 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 03:29)