Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

*** UMA GRANDE PERDA ***

DE UM SOBRESSALTO... VOLTEI A REALIDADE,
A NOTÍCIA CAUSARA-ME UM IMPACTO ENORME.
E A PERGUNTA FICAVA MARTELANDO MEUS PENSAMENTOS;
POR QUE?
POR QUE ALGUÉM COMO ELE DEVERIA PARTIR ASSIM,
DE UMA MANEIRA TÃO BRUTAL...
E DELE AGORA RESTAVA APENAS LEMBRANÇAS.
NÃO TIVE CORAGEM DE IR VÊ-LO...
DE IR DESPEDIR-ME... DE ESTAR JUNTO DA FAMÍLIA...
DE PRESTAR MINHA ÚLTIMA HOMENAGEM.
POR QUE ALGUÉM TÃO JOVEM TINHA QUE PARTIR ASSIM,
PAGANDO POR ERROS QUE NÃO COMETEU OU COMETERIA?
SENDO ALVO DA GANÂNCIA E DA CRUELDADE QUE CONSOME A SOCIEDADE.
POR QUE, PODERIA SER EU, VOCÊ, QUALQUER UM DE NÓS...
LUGAR ERRADO... HORA ERRADA...
APENAS MAIS UMA VÍTIMA DA FATALIDADE,
UM NÚMERO EM UMA ESTATÍSTICA.
E EMBORA HOUVESSE TORNADO-SE UMA VISÃO COMUM DA SOCIEDADE,
AGORA ESTAVA BEM PRÓXIMA...
HAVIA BATIDO À NOSSA PORTA.
BRUTALIDADE PURA... FALTA TOTAL DE HUMANIDADE...
DESCASO DAS AUTORIDADES... FALTA DE SENSIBILIDADE...
É APENAS REFLEXO DE UMA SOCIEDADE.
E NÓS QUE ENTITULAMO-NOS SERES RACIONAIS...
AGORA VEMOS ESTAMPADOS EM JORNAIS,
NOSSAS VÍTIMAS... NOSSOS FILHOS E AMIGOS...
PESSOAS QUE ERAM NOS IMPORTANTES,
MAS QUE SE VÃO; BRUTALMENTE CAÇADOS.
AINDA TINHA ALGUMA ESPERANÇA...
ATÉ QUE ESSA NOTÍCIA ABALOU-ME,
FAZENDO-EM ENXERGAR A REALIDADE QUE VIVEMOS...
QUE TORCEMOS PARA QUE NÃO BATA EM NOSSA PORTA,
QUE NÃO VENHA ASSOMBRAR-NOS O SONO.
TUDO ERRADO... INEVITAVELMENTE ERRADO...
E HOJE NÃO SÃO FILHOS QUE ENTERRAM SEUS PAIS,
MAS SIM PAIS QUE ENTERRAM SEUS FILHOS.
PAIS QUE SÃO MUTILADOS, QUANDO ALGUÉM BATE A PORTA AVISANDO-LHE QUE A MORTE CEIFA-LHES OS SONHOS...
INTERROMPE-LHES OS PROJETOS E OBJETIVOS.
A NOTÍCIA FEZ-ME PENSAR EM UMA SELVAGERIA SEM LIMITES...
ONDE HOMENS ASSUMEM O LUGAR DE DEUS,
DETERMINANDO QUEM MORRE OU QUEM VIVE.
NUNCA SENTI-ME TÃO IMPOTENTE... DIANTE DE UMA FATALIDADE ASSIM, MAS TALVEZ, AGORA, POSSA ENXERGAR MELHOR ESSE MUNDO.
ENXERGO UMA SOCIEDADE APODRECIDA... CONSUMIDA EM SI...
EGOÍSTA... MEDÍOCRE... HIPÓCRITA...
ONDE A VIDA NÃO REPRESENTA.
SOMOS APENAS NÚMEROS... NADA MAIS...
SOMOS NÚMEROS QUE FINANCIAM A LUXÚRIA DE ALGUÉM,
QUE ALICERÇAM A DEMAGOGIA QUE ASSOLA A SOCIEDADE.
SOMOS NÚMEROS EM UMA ESTATÍSTICA,
VÍTIMAS DE NOSSOS PRÓPRIOS SENTIMENTOS E DESEJOS.
HOJE, MAIS UM ROSTO DESAPARECE NA MULTIDÃO...
ALGUÉM COM UM FUTURO QUE JÁ NÃO EXISTE,
SONHOS QUE FORAM DESTRUÍDOS COVARDEMENTE POR OUTRO SER HUMANO, TÃO JOVEM QUANTO, MAS SEM PERSPECTIVAS.
SOMOS VÍTIMAS DE NÓS MESMOS,
DO QUE NOS TORNAMOS AO LONGO DESSES ANOS.
TALVEZ, AGORA MAIS PERTO FAÇAMOS ALGO PARA MUDAR O FUTURO,
PARA CESSARMOS ESSA CARNIFICINA...
POR QUE NADA FIZERMOS, SE NÃO LEVANTARMOS A VOZ AGORA...
PODEMOS SER A PRÓXIMA VÍTIMA.
HOJE, EU SEI QUE AQUELE JOVEM SERÁ APENAS MAIS UMA LEMBRANÇA PARA OUTROS TANTOS...
MAS DEVERIA SER E TORNAR-SE UMA BANDEIRA,
UMA INSPIRAÇÃO PARA CESSARMOS ESSA CARNIFICINA.
NÃO ERA APENAS MAIS UM JOVEM...
PODERIA SER SEU IRMÃO... MEU IRMÃO... UM AMIGO,
ATÉ MESMO UM INIMIGO... PODERIA SER QUALQUER UM!
PODERIA SER ALGUÉM QUE SIGNIFICASSE ALGO EM SUA VIDA,
ALGO REALMENTE IMPORTANTE...
E ASSIM, NESSE MOMENTO VOCÊ COMPREENDESSE A DOR.
A DOR QUE AFLIGE UMA FAMÍLIA AGORA... QUE CAUSA-NOS REVOLTA, QUE INCOMODA, DESNORTEA-NOS...
E SIMPLESMENTE TORNA-SE NOSSA COMPANHIA DIÁRIA.
PODERIA SER QUALQUER UM... MAS FOI MAIS UM JOVEM...
QUE VÍTIMA DOS DESCASOS DE UMA SOCIEDADE DEIXA DE EXISTIR.
E APENAS RESTA-NOS UMA QUESTÃO: ATÉ QUANDO?
MAGNUM
Enviado por MAGNUM em 06/11/2006
Código do texto: T283538

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
MAGNUM
Estados Unidos
43 textos (7409 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:16)
MAGNUM