Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Lembranças

Assim se torna claro e obscuro os meus pensamentos, que vaga ao seu encontro, me perguntei por noites inteiras com lágrimas de tristeza, quão dura era a sua frieza. Longe estas de compreender, as tuas palavras me destrói, corroi aos poucos, o que me resta?
Por dias a sua indiferença me transformava aos  olhos de muitos em alguém obscuro. O meu silêncio se fez presente em cada passo a frente, cai e em farrapos me encontrei, perdida, sozinha, ressoava uma voz ao fundo, será que era a consciência inquieta que ali se encontrava.
Lembro-me que em silêncio ao seu lado me fiz, porém gritava por dentro , entrei em um labirinto sem volta ao seu lado eu me encontrava, veio a tempestade que arruinou meu ser, destruiu nosso viver, e a morte me levava aos poucos, com disturbios imaginários onde eu me encontrava, se ali eu não estava .
Dentre tudo que passo, você queria morada e eu te fiz habitar em mim, me pediu tranquilidade e calmo ao nosso redor se encontrava, me pediu paciência, lhe ofereci exclusividade, te ensinei aproveitar a cada momento e recebi um Adeus. Em seus olhos de esperança, suas palavras doces me torturava e que por fim corroeram meu ser por dias de ruinas onde eu me encontrava.
Adeus lhe dei e você partiu , por ti me arrisquei,  disso tudo ,nada levei, meu coração!! onde foi que guardei?, olhe em sua bagagem foi aonde eu deixei.
Termino aqui um obscuro passado, que me levou a vida de que sou grata, a me trazer de volta o que sou agora.
Que te acerte dentre essa vida a alma, e que te alivie o coração, sem nenhuma razão.
Amanda Neri
Enviado por Amanda Neri em 17/11/2006
Reeditado em 17/11/2006
Código do texto: T293991
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Amanda Neri
Diadema - São Paulo - Brasil, 31 anos
19 textos (1416 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 01:09)
Amanda Neri