Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

À você que me escuta III

É grande a alegria ao saber que a felicidade exala pelos poros da pele, irradiando e fornecendo luz ao dia.

Todo meu dia também se ilumina, porque onde o sol está brilhando com tanta intensidade, não há como ficar a escuridão.

Desde que os caminhos dos astros se cruzaram é a primeira vez que posso sentir o sol tão brilhante e esplendoroso sem medo da escuridão da noite e das tempestades do dia.

Também é a primeira vez que vejo o sol compartilhar suas estrelas parentes e dedicar-lhes tanto amor. Como sabes do profundo amor que há no coração da lua por suas estrelas da noite ouvir isso, emociona e transborda de lágrimas os olhos.

Aqueles que nos criaram, ou aqueles a quem demos vida e aqueles a quem nos unimos um dia são os presentes que temos e merecem todo nosso respeito, honra e amor, vivos ou mortos. Acho que preferiria morrer a ver as estrelas do céu da noite sofrerem.

Por isso sempre tive tanto medo em caminhar adiante em minha vida. E perdi o medo, por confiar no cuidado extremo que a mim foi dedicado. Vi que podia confiar, porque se preocupavam mais comigo do que eu mesma. E assim fui perdendo o medo. E confiando.

E você? Você que me escuta?

É bom saber que tens em quem confiar plenamente e de forma íntegra.

Também queria dizer que sempre podes confiar no satélite que gira ao redor da terra, porque enquanto o sol existir, enquanto a terra estiver lá, enquanto as estrelas brilharem no céu do Norte e do Sul, esse satélite se manterá fiel à sua órbita.

Se confias em alguém e buscas respostas para a vida, talvez possa encontrar nas palavras das pessoas em que confia.

Agora sabes um dos caminhos para tuas respostas.

Para mim, nesta altura de minha vida, todos os caminhos que trilhar, volta, fica ou vai, trarão dor e sofrimento. Mas num deles a dor e o sofrimento serão pela ausência e pelas impossibilidades eternas. No momento preparo-me para isso, pois é o que a vida me aponta mais próximo.

Mas posso estar me preparando para a trilha errada sem saber. Mas, afinal só posso ir, até onde o caminho me está claro. Só posso ir, até onde queiram que eu vá. E ali acho que ainda está a dúvida.

Como é na tua vida? Não sei. Mas se já tens uma realidade inesperada à tua frente, já tens base para tomar qualquer decisão. Para mim é dolorido dizer qualquer coisa, pois posso estar cortando em minha própria carne.

Mas quero dizer de todo meu coração, como já disse: Importa que sejas feliz.

E depois de falar isso, sairei de diante da janela do tempo, pois temo pelo que ela possa me dizer.

Prefiro nesta noite fechar os olhos com o coração cheio de sonhos e da alegria de saber que a luz do sol brilha fulgurosa em seu próprio coração, iluminando assim o coração de todos que se importam de verdade com sua luz.

Maria
Enviado por Maria em 19/11/2006
Reeditado em 02/12/2006
Código do texto: T295790
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria
Blumenau - Santa Catarina - Brasil
4549 textos (185895 leituras)
1 e-livros (103 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:22)
Maria

Site do Escritor