Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Capítulo I

Vitória, 22 de novembro de 2006

Querido Gustavo,

Você não tem noção da saudade que eu sinto de você, de como tem me machucado essa distancia besta que a gente criou. Eu gostaria muito, que você estivesse sentindo a minha falta como eu sinto a sua, mas sem sofrer como eu estou sofrendo, porque eu não quero que você sofra, de forma alguma.

Eu não sei se isso vai adiantar alguma coisa, mas eu decidi pedir desculpas mais uma vez, por tudo que eu te fiz e por tudo que eu condenei você por ter feito. Eu só queria que tudo desse certo entre a gente, mas eu não tenho nervos de aço, eu me exasperei. Me perdoe, eu me arrependo tanto que nem tenho coragem de descrever o fracasso que às vezes eu sinto que a minha vida se tornou, de saudades de você, de arrependimento pelas coisas erradas que eu fiz. Espero que você leia esta carta, que você responda, diga qualquer coisa. Não rasgue, não ignore, pense nas coisas boas que nós vivemos juntos, eu só quero a nossa felicidade.

Minha letra é muito grande e eu não estou acostumada a cartas. De qualquer forma, eu já disse tudo o que tinha a dizer, agora espero a sua compreensão e a sua resposta. Te amo.

Com carinho,

Carla
Sauros
Enviado por Sauros em 27/11/2006
Código do texto: T303074
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sauros
Serra - Espírito Santo - Brasil, 28 anos
4 textos (238 leituras)
1 e-livros (163 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 18:30)
Sauros