Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Caí na Real

Hoje eu percebo que o amor é em vão, pelo menos foi em vão a minha maneira de amar.
Hoje estou mais segura e com menos ansiedade em tudo o que tenha a ver com você, apesar de minha estupidez ainda permitir que eu venha lhe escrever uma última/definitiva carta.
Com o tempo percebemos que por mais que a gente viva sempre somos magoados por quem mais amamos, por quem menos esperamos.
Percebi outra coisa fundamental: Ninguém nasce pra ninguém! As pessoas simplesmente se escolhem e se acomodam pelo mundo afora. Babaca é que sonha com um príncipe encantado e apesar de todos os desencantos da vida te agradeço por ter feito parte do meu mundo mágico da mente, da esperança, do coração, da alma e da saudade. Mesmo que em toda essa fantasia só ecoe na memória suas doces palavras: -"Se você gosta de mim não me procure, não me ligue mais!"
Será que amei uma pessoa que nunca existiu? Será que nunca tentei te enxergar com olhos mais práticos? Será que apenas te idealizei? Ter sido tão sentimental foi um erro? Pensando com menos emoção vejo que a resposta é mais simples do que eu imaginava... Você nunca gostou de mim. Eu poderia ter me virado de ponta a cabeça, ter sido qualquer coisa, mas se falta amor... Ah! Meu anjo, se falta amor falta tudo e é por isso que nunca daríamos certo.
A fila anda, tudo passa e a saudade já não se faz tão presente, o que existe é uma certa mágoa que espero o tempo pra curar.
Caí na real e percebi que a imensidão de todos os minutos sem você foram essencias para entender que não se pode contar o tempo na esperança de um reencontro. Já ouviu aquela frase: "Aprendemos no amor ou na dor"? Aprendi na dor a não pensar em você e essa é uma vitória que me ajudou a conquistar.
Você é uma pessoa linda e apaixonante, então não me culpe por ter me encantado tanto pelo o que és. Descobri este amor de uma forma muito natural e isso fez parte de minha vida por muito tempo. Era natural o fato de acordar pensando em você, dormir pensando em você, fazer tudo pensando em você. Por isso o meu desespero quando me privou de poder te ver...
 
Renata Mofati
Enviado por Renata Mofati em 30/11/2006
Reeditado em 12/03/2007
Código do texto: T305502
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Renata Mofati
Mimoso do Sul - Espírito Santo - Brasil, 34 anos
125 textos (15448 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 06:23)
Renata Mofati