Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Oi, meu amigo

Não vou falar de saudades. Elas são muito pequenas para definir o que sinto.
Quero falar de você. Este astro que sorria. Sorria olhos, sorria alma.
Também não vou falar da falta que fará. Sei que você a sabia.
Amigo de toda hora. Pronto. Feito. Será que um dia teve a noção
da imensidão que foi? Talvez não soubesse. Este caráter que transbordava
magnitude e que viveu toda a vida para estender a mão sem olhar a quem.
Sinônimo de alegria. Risada sonora. Farta. Astral ultrapassando limites, sempre.
Saiba que foi inteiro ombro, inteiro colo, inteiro carinho.
O seu espaço entre nós, não vagou. Agora são as lembranças que o preenchem.
Boas lembranças. Inesquecíveis lembranças.
Que esta lágrima que escorre aqui, reverta em beijo na face que sei, Ele dará a
você pelo bonito trajeto percorrido entre nós.
Sua eterna amiga,
Dôra Leal

Dedicado ao meu grande amigo José Antonio de Souza, Zito,
novo astro celeste,falecido em 28/01/2005.
Dora Leal
Enviado por Dora Leal em 01/02/2005
Reeditado em 01/02/2005
Código do texto: T3230

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Dôra Leal). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Dora Leal
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
501 textos (25410 leituras)
1 e-livros (38 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 15:55)
Dora Leal