Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

EU, VOCÊ E O SONHO!



Você, sempre errada, errante e inconseqüente. Decidi então interromper minha dor, extirpando todo o mau que recaía sobre mim. Esmaguei teu sedutor batom, cortei as sedutoras minissaias; rasguei tua foto; queimei teus bilhetes, rabisquei tuas cartas e pensei estar resolvido, pois minha intenção era deletar de minha mente, a tua imagem para sempre.
Findei por retirar de você meu impronunciável sobrenome.  Ignorei teus versos tristes, tentava desconstruir tua obra, tua vida. Quando perguntado, neguei teu nome trinta vezes. Tentei todos os artífices para me descompatibilizar definitivamente de você. Enveredei por forças ocultas, fiz macumba, foi um descaso, roubaram meu despacho. Carecia esquecer aquela chama, aquele amor que sempre reacendia em mim lembranças desastrosas e nulificava meu poder de reação. Praguejei teu desdenho, tua infidelidade e tua capacidade em esquecer-me. Com o tempo, readquiri a razão, apenas não consegui tirar você do meu coração.


 =RESPEITE OS DIREITOS AUTORAIS=
"Escrevo o que sinto, mas não vivo o que escrevo"

Paulo Izael
Enviado por Paulo Izael em 23/07/2005
Reeditado em 08/11/2005
Código do texto: T37051
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Paulo Izael
São Paulo - São Paulo - Brasil
206 textos (27425 leituras)
1 áudios (171 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 07:52)
Paulo Izael

Site do Escritor