Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amiga,

passa o tempo.
Não há momentos pacatos
horas soltas
versos em festa
 
Passa o tempo, amiga
O calendário nem tem tempo de desbotar
tamanha é a ira da vida
 
dias curtos, noites longas
insone lua a desprezar percurso
onde anda a ternura?
 
por que não caem nuvens
no aconchego do travesseiro?
seria um santo ou um coelho
o morador eterno do mundo
lunático que me fita cego
sem oferecer aconchego?
 
ah! que o tempo passa
ah! amiga, que tudo é fumaça
e cinza, no meu cinzeiro
 
e no entanto, de olhos atentos
ouvido alerta
ouço pássaros no terreiro
 
queria apenas reter o tempo
alongar os dias
e ouvir sonatas muitas
despertando a vida
que cruel
insistiu em dormir primeiro.
Dora Leal
Enviado por Dora Leal em 30/07/2005
Código do texto: T38809

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Dôra Leal). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Dora Leal
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
501 textos (25409 leituras)
1 e-livros (38 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 13:39)
Dora Leal