CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

Você bagunçou a minha vida e agora...

Às vezes a gente briga e no fim não sobra nada. Nem o motivo da briga, nem vontade, nem alegria, apenas o silêncio confinado entre as interpretações mal feitas e os julgamentos mal conseguidos. Às vezes a gente briga e no começo a gente sempre acha que tem razão. Mas quando chega ao fim, a gente prefere não ter brigado ou não ter dito algo que dissemos só para conquistar a razão.
Mas para quê? No fim, o que restamos é igual ao que fomos mas cansados, usados, machucados.

-----------------------------

Desculpa se te disse o que não devia ter dito. Ou se exagerei na reação à sua brincadeira pouco adequada. Desculpa se tive ciúmes quando aquela garota não parou de te olhar, na discoteca, e você não quis dançar comigo. Desculpa se sou teimosa quando não quero responder às suas provocações ou se devia ser mais sincera quando você me pergunta porque não quero sair hoje à noite.

-----------------------------

Você bagunçou a minha vida. Mudou meu planos, o meu dia-a-dia. Me disse palavras bonitas e me fez dizer palavras bonitas também. Eu nunca fui pessoa de dizer palavras bonitas. Mas você me chamou de seu amor e me roubou para você. Chegou como quem não quer nada e agora é um tesouro que eu tenho medo de perder.

Nunca quis ser a que diz a última palavra, o último perdão, a última confissão. Nunca quis ser a que fala primeiro, a que perdoa primeiro ou a que sente primeiro.

Mas você bagunçou a minha vida e agora eu preciso dizer, mesmo se você não quiser me responder: Eu te amo, por favor, bagunce a minha vida novamente.
Beatriz Antunes
Enviado por Beatriz Antunes em 07/02/2013
Código do texto: T4128821
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre a autora
Beatriz Antunes
Portugal, 24 anos
1 textos (79 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/04/14 02:59)