Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Camila queridinha...(Dedicatória)

Camila queridinha...

  Como pode fazer isso com a minha pessoa?
  Estou em lágrimas a *cincos longos dias por ter recebido a notícia de sua quase morte lá em Katrina, d’onde passou um furacão de nome Lousiana, ou coisa *aparecida, estava a procurar e reclamar sua pessoa em todos os grupos virtuais, pois não compreendia como estaria você falecida, e Liâne queridinha nem me mandou notícias.
  E o pior, chorei tanto e não percebi que o rímel nem era a prova *de alga benta, essa mesma que estragou sua indumentária, seu cabelinho de crocodilo e sua bolsa chique de camelo, ou camelô, ou bolsa de chapinha de lata de cerveja?
  *Sinto-se-me confusa, deve ser a emoção de saber que esta a salvo no culto, falando com o Bispo Edson *Celulal, e construindo um mundo melhor, doando um Sheik, ou xeque, ou cheque arquiteto *milhonáril, Carlos Charles, destinado à *cáriedade.
  Os ventrículos e os salmouras já não me consolavam, todos olhavam-me como se eu fosse uma *dormente insana, foi quando a vontade de usar a toilete, ou toalete, você sabe a que me refiro, meu arcaico é tão ruim quanto seu saramaico...enfim o tradicional e *vulto banheiro, você nem imagina com quem me deparei lá Camila queridinha...
  ...Isso mesmo, vi o *vulgo dela, a loira da década de *970 ou *980 por aí, ela olhava-me eu, e eu olhava-me ela também, tinha *orelhas roxas de baixo de ambos os dois olhos como se tivesse chorado muito e o rímel dela, também não devia ser a prova de *algas e estava todo borrado, manchas pretas indicavam que ou ela tinha levado dois socos, ou ela passava os dias em claro, ou as noite em escuro.
  Tentei ser cordial e ceder meu lencinho (guardanapo do boteco da esquina onde fui fazer uma boquinha, pois chorar me dá fome), tentei confabular com ela assunto de mulher, falar sobre o tempo, perfumes, Tpm, saber se ela tinha notícias suas...etc, sabe o que ela teve coragem de fazer...mímicas, ficava imitando meus gestos, acredite se quiser Camila queridinha.
  Dei-lhe às costas antes que eu perdesse a classe e armasse um *barranco lá dentro, saí sem nem retocar a cútis, pois você sabe como sou emocionalmente emotiva.
  Mas agora sabendo-a viva fiz um chá de calamina e refaço-me do *assusto.
  Olha não quero me intrometer em suas decisões, sei que você já fez seu voto de nobreza, mas porque seria você uma Bispa, quando sua capacidade pode te levar mais longe ainda?
  Se chegar a *Papa avise-me, pois alegria me dá fome também.
  Lembranças a Liâne queridinha.

Sandra Ravanini
Xandra
04/08/2005

*** A Camila-la que estava realmente nos Estados Unidos durante a passagem do furacão Katrina, encontra-se bem, segundo informações recentes, e que Deus abençoe sempre essas lindas Camilas que aparecem em nossas vidas compartilhando seu talento, nos fazendo rir e chorar.


Sandra Ravanini
Enviado por Sandra Ravanini em 04/09/2005
Reeditado em 04/09/2005
Código do texto: T47532

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Sandra Ravanini / www.recantodasletras.com.br/autores/sandraravanini). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sandra Ravanini
Campinas - São Paulo - Brasil, 52 anos
161 textos (7110 leituras)
21 áudios (608 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 04:32)
Sandra Ravanini