Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ah, como eu te amo!

Mais uma vez estou aqui louca, desesperada,
E mais uma vez por você,
Mais que estranho amor é esse?
Que se esqueceu de me trazer a felicidade,
Mais não esqueceu de trazer a dor,
Que insiste em me machucar,
Mais uma vez te procurei,
E ouvi suas palavras
Nesse momento a esperança ressurgiu em mim
E mais uma vez me joguei, me joguei de cabeça,
Sem perceber mergulhei bem fundo,
Nesse amor, em que só eu amo,
Ouvir sua voz novamente, só vez aumentar inda mais á minha paixão,
Mais suas palavras...
Foram só promessas, promessas jogada ao vento.
Volto a me lamentar, volto a me perguntar,
Por que?
Esse amor vai me consumindo,
Já não tenho mais forças,
Falta-me coragem.
Você em mim é como uma árvore com raízes profundas,
Podem em vão tentar corta-la, mais as raízes estaram sempre lá.
Ainda lembro, como hoje o dia em que te conheci,
Insensato destino...
Será que os astros estavam ao meu favor
Ou estavam contra mim? Não sei
Viver ta se tornado uma tarefa muito difícil
Como eu queria ter o poder de num passe de mágica esquecer você, o seu sorriso...
Queria lutar contra isso,
Eu queria gritar, o mais alto que eu pudesse, até onde minha voz pudesse ir.
Será que você não percebe que eu te amo?
Será que você não percebe que eu preciso de você?
Ah, que doce ilusão,
No meu peito uma angústia...
Uma sensação de abandono...
Não sei até onde esse amor vai me levar
Oh Deus me guia, me coloca na direção a seguir.
Eu jurei pra mim, não mais chorar por você,
E que acima de tudo tentaria te esquecer
Não consegui.
Não sei quantas lágrimas ainda irei derramar
Não sei por quanto tempo ainda tenho que esperar
Pra te ter
Ou pra ter a certeza, de que terei de te esquecer,
No meu olhar a tristeza faz morada
Ninguém vai ocupar o espaço que você deixou
Me diz o que deu errado, me fale onde eu errei
Mesmo que nossos caminhos nunca mais se cruzarem, vou seguir em
Frente, e tentar ser feliz.
E no futuro quem sabe, quando eu olhar pra trás,
Vou lembrar de você com alegria,
O único e inesquecível amor da minha vida,
E lembrarei os momentos maravilhosos que passamos,
Se nesse instante, lágrimas vierem em meus olhos,
Vou olhar pra frente, tentar sorrir e continuar a viver.
Aryana
Enviado por Aryana em 07/09/2005
Código do texto: T48271
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Aryana
Salvador - Bahia - Brasil, 32 anos
30 textos (53277 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 12:39)