Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A sua

Sim, eu compreendi tudo que você me disse. Cada argumento, todos os seus motivos e como se nunca tivesse acontecido, eu me coloquei no seu lugar. Hoje faz uma semana e parece que finalmente o ar parece mais ameno e a sua ausencia é cada vez mais melancólica e menos desesperadora.
Domingo fui ao Cine Paradiso, assisti um belo filme e você estava comigo. Como da primeira e única vez que fomos lá e você reclamou que as poltronas não eram tão confortáveis e a tele parecia uma TV vinte e nove polegadas. Aí eu descobri que filmes europeus não eram a sua praia. Depois do filme eu fui caminhando bem devagar pelo centro e pensando como seria bom caminharmos de mãos dadas numa noite quente como aquela. Eu senti que amo muito a sua presença.
Enquanto se seguem esses dias lentos e iguais, tento buscar dentro de mim as respostas que antes eu buscava em você, como as coisas que eu nunca soube dizer mas você sempre soube entender. E mesmo que eu não consiga me ver quando fecho os olhos, eu consigo ver você... daqui um ano ou dois, colocando um anel de noivado no meu dedo enquanto eu durmo. Ou na hora do almoço, tentando comprar o meu bife por um real, por que você já comeu todo o seu.
E eu posso imaginar as pessoas que nós seremos e onde nós estaremos. E o meu coração seria sempre o seu lugar. O lugar pra onde você sempre poderá voltar.
Lica
Enviado por Lica em 16/09/2005
Código do texto: T51125
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Lica
Campinas - São Paulo - Brasil, 32 anos
64 textos (3670 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 10:29)
Lica