Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Perdão

Quantas desilusões sofri... Muitas foram as ocasiões em que esperava ansioso por nosso encontro; e nesta espera os segundos se transformavam em minutos, os minutos em horas, se instalando uma longa e angustiante demora.

Nestas ocasiões sofria por não saber de você, meus olhos esquadrinhavam todos os possíveis caminhos até mim, para saber da sua chegada. A cada silhueta que surgia em meu campo de visão, o coração batia acelerado, num ritmo forte, até perceber o engano. No pensamento engendrava palavras que deveriam ser ditas, cobrando de você uma postura de respeito, frente ao nosso amor. O pensamento fervia, a angústia maltratava. A garganta secava, sentindo um nó.

Mais um encontro frustrado. No caminho para casa, parecia que o mundo não existia para mim; motoristas buzinavam insistentemente, tentando me alertar dos perigos ao atravessar a rua. Sou um autômato. Quanta angústia cabe em meu peito, a dor me assola. Quantas palavras carinhosas deixaram de serem ditas por sua ausência. Muitos gestos amplamente imaginados, sonhados, desejados, tiveram outro destino.

Depois de tanto sofrer, tanta desilusão, o mais sensato seria terminarmos de uma vez, rompendo todos os laços que nos unem. E assim pensei muitas vezes, assim planejei. A dor é substituída pela alegria ao vê-la sorridente, a luz brilhando nos olhos como se fossem dois luzeiros em noite escura. A sua simpatia e voz suave completam o quadro que me extasia, lançando-me em seus braços, esquecendo-me das desilusões passadas.

Num abraço caloroso e longo, sentindo seu corpo de encontro ao meu, é liberado o perdão; não penso no passado, pois agora tenho você em meus braços. As palavras de amor fluem em borbotões, como águas de um riacho cristalino
Juraci Rocha
Enviado por Juraci Rocha em 23/09/2005
Reeditado em 03/11/2005
Código do texto: T53004

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Juraci Rocha Silva). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Juraci Rocha
São Paulo - São Paulo - Brasil
342 textos (131989 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 17:07)
Juraci Rocha