Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

RETALHOS E PEDAÇOS

A Carta >> Legião Urbana

Escrevo-te estas mal traçadas linhas meu amor
Porque veio a saudade visitar meu coração
Espero que desculpes os meus erros por favor
Nas frases desta carta que é uma prova de afeição
Talvez tu não a leias mas quem sabe até dará
Resposta imediata me chamando de "Meu Bem"
Porém o que me importa é confessar-lhe uma vez mais
Não sei amar na vida mais ninguém

Tanto tempo faz, que li no teu olhar
A vida cor-de-rosa que eu sonhava
E guardo a impressão de que já vi passar
Um ano sem te ver, um ano sem te amar

Ao me apaixonar por ti não reparei
Que tu tivesses só entusiasmo
E para terminar, amor assinarei
Do sempre, sempre teu...

Tanto tempo faz, que li no teu olhar
A vida cor-de-rosa que eu sonhava
E guardo a impressão de que já vi passar
Um ano sem te ver, um ano sem te amar

Ao me apaixonar por ti não reparei
Que tu tivesses só entusiasmo
E para terminar, amor assinarei
Do sempre, sempre teu...

Escrevo-te estas mal traçadas linhas meu
Porque veio a saudade visitar meu coração

Escrevo-te estas mal traçadas linhas
Porque veio a saudade visitar meu coração

Escrevo-te estas mal traçadas linhas
Espero que desculpes os meus erros por favor
Meu amor, meu amor
Homem seguro e certo sem medos.
Onda em direção ao sol.
Instantes.............
Homem inseguro e incerto.

Com medos.
Sem direção.
Não me imaginei assim.
Será que foi um erro?
Prejudiquei, não havia outra saída, que não fosse
arriscar.
Entenda, todos arriscam.
Mas arriscar é perder.
Talvez ganhar.
Quem nunca ganhou é porque nunca tentou.
Infelizmente o amanha não diz........
Então agimos, falamos.........
E por instantes esquecemos do amanha, ele é tão incerto
quanto você.
Você hoje pode ser você do passado
Não subestime o "nunca"nem o tempo.
Não adianta dizer palavras bonitas e tentar Ter razão.
Ela engana te faz chegar as varias conclusões que você
mesma sabe decifrar.
A vida é um enigma e acabamos por tentar decifrar o ser
humano, que é o mais complexo.
Tem momentos que nem sei por que estou aqui e qual é
minha função.
Hoje sei que estar ao seu lado e sei que deseja o mesmo
que eu.
Mas tentando acusar se esquece de todos seus princípios.
Ser feliz,viver, arriscar, sorrir............
Onde nada pode ser coo uma novela.
Isso é real.
Sua escolha,pode te decepcionar mas o que já vivemos e
o que vamos viver.....,não..........
A razão é viver.

Ane Pereira (08/10/04.//21:41h)

                      Pedaços de Nós

    Teço estes retalhos coloridos na esperança de que
eles sirvam ao menos para aquecer alguns corações neste
frio inferno de intolerância e imcompreensoes e vidas
mal resolvidas, espero que este mundo insano e cruel
devore estes pedaços de nós como quem devora frescos
morangos colhidos de canteiros de cimento, os nossos
morangos vermelhos frescos e suculentos que a doçura
destes morangos adoce estas vidas amargas, que eles
suavizem ou ao menos amenizem as amarguras, tenho a
certeza que mesmo com os erros de cuidado vingaram
frescos morangos, pois ainda sinto o sabor e a doçura
deles tão presente que até me parece que esta colheita,
esta safra ainda não cessou e como um agricultor
cuidadoso vou delicadamente alimentando de bons adubos
os morangos que um dia plantamos juntos e eles foram
plantados mais ou menos assim:

No inicio de dois mil e um fui convidado para fazer
parte de um dos maiores e melhores programas que já foi
executado em todo estado de São Paulo na Área de
educação, este programa era a menina dos olhos do
governador Mário Covas, nele Covas depositou toda
esperança de integrar escola comunidade e de recuperar
adolescentes em situação de risco, estou falando do
programa Parceiros do Futuro,onde já atuava como
voluntário desde mil novecentos e noventa e nove, atuei
também em um programa similar de nome escola aberta que
tinha abrangências municipal somente, e com escassez de
recursos muito grande.
O parceiros começara a alimentar em mim expectativas de
uma estabilidade profissional e financeira que tanto eu
sonhava, vim de minas ainda muito garoto aos cinco anos
de idade cheguei em Sampa, vindo de um vilarejo muito
pequeno, muito me assustei com este mostrengo que é a
metrópole mais logo me acostumei e hoje a metrópole é
minha paixão ela me ensinou a viver e me trouxe muitas
coisas boas e ruins, das coisas ruis me lembro de uma
infância muito carente nossa casa era apenas um
barracão de madeira coberto por telhas brasilit que
quando chovia eram levadas pelo vento, então minha mãe
logo tratava de nos esconder embaixo da cama para nos
proteger da chuva enquanto clamava estridentemente ave-
maria e meu pai do céu na esperança da chuva dar uma
trégua e nos tirar debaixo da cama, depois disto era
secar tudo e recolher as brasilit que eram possíveis de
serem recolhidas as que não havia a possibilidade de
ser recolhida era logo substituída por uma nova que
durava somente ate a próxima chuva e logo vinha de novo
as ave-marias e meu pai do céu, meu pai sempre
trabalhou com construção civil e do cimento e dos
blocos bem assentados, serviço bem feito e preço justo
era o que trazia o sustento do lar que era composto por
sete pessoas, sete bocas apenas dois braços para
alimenta-las, houve um tempo em que minha mãe também
trabalhava como empregada domestica, mais não era muito
confiavel para a dona Ana deixar aqueles meninos
sozinhos por que eles viviam se pegando, era cacique
demais convivendo juntos, dona Ana largou o emprego de
domestica e voltou a nos vigiar, soberanamente assumiu
a posição de rainha do lar, apesar de todas as
dificuldades que passamos sempre me orgulhei muito dos
meus pais a maior prioridade deles era a nossa educação
faltar a aula nem pensar. sempre se dava um jeitinho
para ir a escola roupas dadas pelas patroas e patrões
cadernos de outros anos mais em condições de uso o
importante era não faltar a tão sagrada aula, o tempo
passou os meninos cresceram graças ao bom Deus longe do
convívio das drogas e do crime caminho igual não
chegamos a compartilhar com outros colegas que se
perderam nas drogas e no crime e em tantas outras
coisas sem sentido. sempre tive meu norte nos meus pais
que prezam muito os bons valores morais, Ter conhecido
o kardecismo cedo me ajudou e muito, a base filosófica
e religiosa que adquirir se fazem presentes no meu ser
até os dias atuais, o esporte, a escola, minhas
experiências no movimento estudantil e político que
milito até os dias atuais e que sempre miltarei pois
considero de extrema importância a consciência e a
militancia em nome dos ideais que jugo justo, os bons
amigos os verdadeiros amigos, ajudaram- me na
construção da minha personalidade e aos dezoito para
dezenove anos me engajei em um dos projetos mais
importante da minha vida, o programa parceiros do qual
falava antes, para o programa parceiros levei toda a
carga que a vida me transferira até então sei que não
são muitas em quantidade, mais são marcantes e me
trouxeram boas lições que repassei para o programa,
sempre procurei fazer da melhor forma tudo o que sempre
fiz, no final de dois mil e um, rotineiramente meu
caminho se cruzava com o caminho de uma linda morena
que ainda não conhecia, dela sabia apenas o nome:
Simone. mais que me despertava um interesse e uma
curiosidade incomum até o momento, ela me aparecia nos
momentos mais incomuns e roubava minha atenção com um
sorriso maroto e espontâneo, a curiosidade por aquela
garota crescia diariamente era muito diferente das
garotas que passara pela minha vida até aquele momento
nenhuma tinha conseguido fazer o que ela havia
conseguido roubar minha atenção de tal forma, durante
dias planejava uma maneira de me aproxima, queria
conhece-la, queria Ter para mim aquele brilho que via
em seu sorriso maroto e no seu olhar sereno e puro, que
enchia me de paz, algo muito especial havia nos ligados
era impressionante a sintonia que tínhamos quando
nossos olhares se cruzavam o mundo parecia parar e nada
mais tinha importância eu perdia completamente a noção
de tempo e espaço e aquilo muito me inquietava,
descobrir para minha alegria que era minha vizinha
filha da Rosa, mais pintou o primeiro obstáculo eu
havia brigado com o padastro dela alguns dias e
estávamos meio que distantes, tinha que arrumar um meio
de me aproximar sem criar conflitos, mais quando
queremos uma coisa do fundo do nosso coração parece que
o universo inteiro conspira a favor, foi quando a vi
saindo para visitar a irma que morava um pouco acima de
nós, então um insigth magico tomou conta da minha mente
e me trouxe uma idéia genial, resolvi esperar ela
descer então eu a abordaria, plano feito agora era só
executar então com um frio muito intenso na barriga que
mais parecia um iceberg de tanto que estava fria eu era
uma pilha de nervos só, era tudo muito esquisito mais
não me surpreendi a garota também era diferente, era
especial despertou em mim sentimentos que mal conhecia
estava disposto a tudo por aquilo então vamos a luta,
lá vem ela coragem, opa perai: o que vou dizer e se eu
não conseguir e se ela disser não, a não sei, e ela
passou não tive reação e lá se foi ela. cheio de
duvidas e medos perdi minha primeira oportunidade isto
me fez ver pela primeira vez que nossas duvidas são
traidoras e fazem perder o bem que poderíamos Ter só
por medo de tentar agora me lamentava e me  perguntava
por que não tive coragem, por que do meu medo, mais
como já disse quando a gente que uma coisa do fundo do
nosso coração o universo todo conspira a favor e lá vem
ela de novo só que desta vez com o seu irmaozinho.
Caramba, putz, tenho que Ter coragem mais o moleque é
um obstáculo, o que faço???? para cara!!!!, agora não é
tempo de pensar agora é hora de agir ou vai perder de
novo sua oportunidade???, hei por favor!!!, lá vem ela,
o que dizer me faltava palavras tinha apenas o nome
dela que tinha tratado de descobri com os meninos,
sabia que era vizinha, e tinha um sentimento estranho
que me corroía por dentro e fazia meu raciocínio meio
que parar, não me vinha idéias, cantadas pré
fabricadas, nem palavras criativas meu raciocínio
estava meio que parando, a única coisa que vinha, era
aquele olhar sereno e aquele sorriso maroto que fazia
perder o chão, então meio que de supetão saiu um eu to
afim de você, vamos  dar uns beijos assim curto e
grosso sem o charme que a situação exigia mais creio
que se fosse diferente não seria natural, somos
charmosos com olhares e cantadas pré -fabricada, mais
aquele momento não era pré –fabricado, nem para mim,
muito menos para ela era natural e da naturalidade e do
desejo que ela também sentia por mim, talvez nossos
sentimentos fossem incomuns, a nossa sintonia me levava
a crê que sim, então da boca dela saiu um desce lá em
casa depois, é não rolou da forma que pensei assim do
nada de supetão, foi necessário mais dois dias de
conversa foi necessário que nos enamorássemos um pouco
mais, mais quanto mais ficávamos juntos, mais juntos
queríamos ficar e num magnetismo irrefreável,  quando
menos esperávamos nossas bocas estavas uma grudada  na
outra sugávamos o mel particular um do outro, como um
agricultor cuidadoso plantávamos morangos em canteiros
de cimento, e nos deliciávamos com o sabor destes
morangos, insaciavelmente nos deliciávamos, estava eu
certo de que havia encontrado a garota ideal, era muito
diferente de tudo que eu já havia vivido ate aquele
momento nenhuma garota me despertou o que Simone havia
me despertado minha vida se encheu de leveza e brilho,
os morangos que plantávamos só não agradava ao seu
padastro que me odiava depois da discussão que tivemos,
mais esta era somente uma das  barreiras mais difíceis
que havíamos de enfrentar e que enfrentamos durante
todo nosso lindo sonho de todas as formas possíveis e
impossíveis, ele tentou  destruir os nossos sonhos,
mais nossos sonhos provaram serem  maiores que estes
obstáculos e com muito esforço, com muita fé no amor
que tínhamos um pelo outro enfrentamos e vencemos,
enfrearíamos juntos outras barreiras mais haveríamos de
vencer também, as coisas da vida sempre se mostraram
menor que o nossos sentimentos .
Juntos vivemos os momentos mais significativos da minha
vida, tentei leva-la a todos os lugares que gostava e
queria mostrar ao mundo inteiro a fonte da alegria que
exalava ultimamente, ficávamos horas, sei lá parecia
telepatia ou uma outra forma de comunicação, ainda não
catalogada ficávamos horas nos olhando dentro dos olhos
e traçando planos para o futuro, nossos beijos eram
momentos mágicos onde nos plugavamo um ao outro e
naquele momento nos tornávamos um só, de uma forma
magica parecia que nada mais havia, o mundo que girava
sem parar e não notávamos e nós, nada parecia Ter
importância tudo que queríamos era ficar ali juntos
plugados, só isto e nada mais........
O parceiros começou a me trazer instabilidade então
minha primeira preocupação era aproveitar ao máximo os
bons momentos que vivia e dar uma condição de vida
aquela mulher que foi uma guerreira e lutou e luta
incansavelmente pelas suas crias desde os tempos de ave-
marias e meu pai do céu e das brasilit voadoras.
Os planos que fazíamos quando nos olhávamos, pararam de
ficar somente nas trocas de olhares e começaram a ser
eternizados através  dos atos e palavras tudo sempre
aconteceu de uma forma muito natural em nosso
relacionamento, o nosso magnetismo nos aproximava de
tal forma que formalidades ficaram sempre para segundo
plano, talvez o que chamo de magnetismo outros
classifiquem como química e temos a receita um do outro
sabíamos e sabemos dos gostos pessoais dos sonhos e
desejos um do outro, nossas vidas sempre fora um livro
aberto onde era possível para o outro descobrir
qualquer coisa um do outro e este jogo aberto esta
sinceridade com aqual nos habituamos sempre teve grande
importância em nossas vidas, juras de amos eterno
ficaram marcadas até hoje nas paredes do tempo e nas
artérias e correm velozmente agitando cada átomo que
compõem essa matéria da qual somos feitos que é a mesma
matéria que compõem os sonhos e é desta matéria que não
quero e nem pretendo desistir, que busco retratar estes
pedaços de nós que não pretendo explorar por demais
para não ofuscar o brilho. As frustrações se escondem
atras da subjugação dos nossos sonhos, não subjugarei
os meus, as pessoas ainda não aprenderam infelizmente
conviver em harmonia com os sonhos e por isso são
infelizes e tentam a todo custo equipara as coisa e
fazer com que todos sejam infelizes como elas o são.
por varias vezes tentaram destruir nosso sonho,
primeiro o padastro que decidimos em consenso: não ele
não vai consegui nos separar, mais infelizmente fomos
separados uma primeira vez:
La vou eu para uma reunião do orçamento participativo
uma iniciativa da prefeitura municipal que debatia com
a população as prioridades do orçamento municipal, a
meses não via o Adriano parceiro de movimento
estudantil que militava em um grupo político chamado
JSB a juventude PSB, o Adriano estava se formando e
começou lecionar como eventual na escola onde eu com a
ajuda da Cleonice diretora muito minha amiga. havíamos
matriculado a Simone por que achava que a outra escola
não conseguiria explorar o potencial que ela tem, o
Adriano se aproximou e começamos a conversar sobre a
vida sobre a facu. Sobre o movimento quando ele me
interrogou o GÊ você ainda esta com aquela mina ( o
Adriano havia visto Simone comigo em duas oportunidades
no teatro do SESI e no Municipal, ele sempre foi um bom
fisionomista sempre guardava rostos não lembrava nomes
mais não esquecia um rosto) todo empolgado confirmei,
por que??? então veio um balde água fria na minha
empolgaçao o Adriano me disse: olha sinto te desanimar
mais olha  dia deste vi ela sair de carro com um rapaz
que a pegou na saída, (tinha o costume de pega-la na
saída e quase sempre leva-la para a escola, mais as
vezes meu tempo era escasso e não cumpria este
compromisso) no primeiro momento perdi o meu chão, não
é possível!!!,  então ele me confirmou novamente, sai
dali transtornado fui pra casa deitei liguei o som e
tentei acreditar a todo custo que aquilo não era
verdade mais que motivos ele teria para me enganar para
murchar meu sorriso ( até hoje não descobri que motivo
ele teve, talvez interesse, talvez inveja da felicidade
alheia não sei são apenas tavezes que não farão muito
sentido). Simone toda carinhosa como sempre me chega em
casa eu olho nos olhos dela e não consigo entender
porque ela seria tão desonesta comigo a ponto de agir
desta forma, mais as nossas duvidas são traidoras e
fazem perder o bem que poderíamos Ter só por medo de
tentar e meu medo de tentar de querer acreditar me fez
perder o bem que poderia Ter então a única coisa que
queria era não vê-la queria um tempo para por meus
pensamentos em ordem todas as vezes que brigávamos era
assim tentava exila-me, para não machuca-la ainda mais,
então me fechava numa redoma comigo mesmo e ficava
tentando achar respostas na primeira vez a resposta
demorou mais ou menos uns dois meses e me corroeu de
angustias e duvidas traidoras, mais a luz dela brilhou
muito mais forte e me me fez sair da escuridão ao qual
estava eu enclausurado, a luz dela me fez ver que minha
felicidade, minha alegria de viver era alimentada com
seu brilho com seu olhar sereno e seu sorriso maroto e
com sua esperança e habilidade em plantar morangos em
canteiros de cimento então, ela plantou naquele
canteiro de cimento que procurei graças as minha
duvidas traidoras e medos cultivar. nasceram no meu
coração frescos morangos, no meu exílio nunca quis que
ninguém fissese  parte, então ficava só comigo mesmo
isto sempre clareou minha mente, hoje mais maduro que
antes e mais habituado com pressões psicológicos admito
e descordo de muitos erros que cometi principalmente
com uma pessoa que tanto amava eu queria o exílio, mais
não sabia como dizer para ela: estou confuso preciso
pensar, me da um tempo para que eu me reorganize, fazia
tudo ao contrario. da pior forma possível, mais creio
que meus erros mesmo inaceitáveis são no momento atual
compreensíveis pois minha imaturidade e tudo aquilo que
era tão novo me deixava confuso. sabe quando você
compra um eletrodoméstico destes sofisticadissimos com
manual de instruções em inglês e você fica quebrando a
cabeça para tentar aprender a manusear o novo
eletromestico pois é assim que eram meus sentimentos
naquele momento um eletrodoméstico com manual de
instruções em inglês que eu quebrava a cabeça para
aprender a lidar com eles, mais hoje mais maduro e
bilingüe esta mais fácil de viver acho que não me
desespero com meus sentimentos pois agora compreendo-os
melhor, mais foi a custa de muitas duvidas traidoras e
lagrimas de minha amada que aprendi: que sonho que se
sonha só é sonho mais sonho que se sonha juntos é
realidade. mais por varias vezes vimos este sonho quase
se transformar em um pesadelo, a nossa família de uma
forma que não compreendemos e por ciúmes, picuinhas sem
sentido quiseram jogar uma pá de terra sobre o nosso
sonho mais nos provamos mais fortes do que isto e
vencemos, e durante esta batalha, a ela pareceu-lhe que
havia eu desistido dos meus sonhos de uma vida em comum
mais muito pelo contrario, cristalizei tudo e levava- a
todo tempo para um campo mais pratico, talvez a
necessidade de ficar devaneado em duo tenha perdido o
sentido ou o brilho, mais isto não significa que os
sonhos para mim não tenham mais significado ou
importância, tanto tem, tanto tinha que após o
incidente quase.... tersia loraine ou marcos ( se fosse
um menino e este o nome que queria para ele), me
dediquei mais na luta por uma vida instável afinal de
contas não queria eu que meu filho ou filha viesse ao
mundo sem estrutura  e passasse pelas dificuldades que
passei, quero boa escola, cursos e tudo o que não tive
na minha infância, hoje me encontro empenhado em
garantir esta estabilidade sempre fui um bom
profissional e tenho sempre obtido reconhecimento pelo
trabalho que faço e meu trabalho sempre foi referencia
para os que me conhecessem graças ao bom Deus. meu
ciclo de amizades aumentou em quantidade e qualidade
graças a isto sinto cada vez mais que a vitoria esta
próxima, mais meu afã de vencer fez com que mais uma
vez eu fosse indelicado com minha amada, as pressões
que passei atordoaram minha mente de tal forma que
pensei em varias maneiras de poupa-la das conseqüências
do meu stress cheguei até insensatamente lhe propor que
apenas ficássemos devido ao meu tempo que havia se
tornado até então muito escasso e do meu mau-humor
rotineiro. conseqüência de um trabalho dedicado e
exaustivo que roubava de mim todas as forças, mais eu
precisava encontrar forças em alguém e sei que ela
sempre foi a pessoa ideal para tal empreitada, por isso
em momento algum cheguei a pensar que ela fosse
substituível, mesmo com todas as oportunidades que tive
para tanto, sei que não é não era possível.
 Hoje. fica você ai e eu aqui engasgados com esta coisa
que não conseguimos cuspir nem engolir, tentando se
enganar e se machucar renunciando a todo custo os
nossos sonhos por acreditar que assim  seja melhor, me
vejo apagado ultimamente sem teu brilho que tanta falta
me faz, ela vejo com um brilho artificial que é
possível a todos que a conhecem, a ela tão bem que esta
luz não clareia bem mais que a luz de uma vela. destes
pedaços de nós que remonto aqui muitos pedaços ficam
guardados na memória e nos momentos que tivemos em duo,
não será fácil se livrar deles pois cada lugar, cada
gosto, cheiro ou ocasião nos fará lembrar deles
nitidamente, como se estivessem presentes pois estão,
não me esqueço que estão com toda sinceridade e verdade
e como um canibal que devora a si mesmo desenterro
estes pedaços que ainda estão incompletos pois sei que
há muito mais e eternizo-os nestas mal traçadas linhas
com português errado como diria o poeta: acho que o
imperfeito não participa do passado, troco pessoas,
troco pronomes, mais seja o que for não é o bom
português que ira nos salvar, é preciso muito mais.
Por isso nunca deixe que o mundo diga que não vale a
pena acreditar nos sonhos que se tem e que seus sonhos
nunca vão dar certo ou que você nunca vai ser alguém.

Somos compostos da mesma matéria que compõem os
sonhos.

Se as coisas são tão inatingíveis.........ora!!!!!
Não é motivo para não quere-las....
Que tristes os caminhos, se não fora a magica presença
das estrelas!
Mário Quintana.,

Pretendia eu costurar os retalhos coloridos nestes
pedaços mal acabados de nós, não é possível ser intimo
e pessoal o bastante para não manchar a pureza destes
pedaços de nós, por isso a seguir alguns retalhos
coloridos que por si só se mesclam e se costuram sem a
necessidade da mão humana nestes pedaços de nós.

Boa Leitura!!!!!!!!!!!!!!!!


Quando você Voltar
(Renato Russo)

Vai, se você precisa ir
Não quero mais brigar esta noite
Nossas acusações infantis
E palavras mordazes que machucam tanto
Não vão levar a nada, como sempre
Vai, clareia um pouco a cabeça
Já que você não quer conversar.
Já brigamos tanto mas não vale a pena
Vou ficar aqui, com um bom livro ou com a TV
Sei que existe alguma coisa incomodando você
Meu amor, cuidado na estrada
E quando você voltar
Tranque o portão
Feche as janelas
Apague a luz
E saiba que te amo


APOLLO
Enviado por APOLLO em 24/09/2005
Código do texto: T53370
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
APOLLO
Mauá - São Paulo - Brasil, 33 anos
7 textos (396 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 11:06)
APOLLO