Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Onde a água é como uma égua correndo...

Complet_ando: tu és importante... para mim!
Pega na palavra en_ve_lo_pe,  não a separes em sílabas, sente-as nelas e vê... engoli(u) o ga_lo_pe que vai dentro deste envelope!
Também, isto não é uma carta no verdadeiro sentido do objecto postal designado por esta palavra. Agora as cartas são e-mail, electronic-mail, correio electrónico traduzido para as nossas vidas.
Queres fazer agora (o) romance comigo? Apanhas os meus fascículos aumentando-os/ comendo-os, crias um dialogismo i_lógico i: amamo-nos em palavras, fazemos tudo nelas!! Assim ou assim...??

+

a nascente a nascer – Assim - Poesias
http://www.usinadaspalavras.com/index.html?p=ler_texto&txt_id=7051&cat=15

+

NARRATIVA  SIMPLES – 2
Introdução:

[Eu estive presente desde os primeiros momentos em brevíssimos instantes, onde está escrito o comentador e se abrem parênteses rectos e se fecham. Sou onde o narrador não foi, ou não quis ser. É esta independência a titularidade de que me reclamo, aclamo a narração pura – voz sobre o abismo – insurreição. O facto de quase não ser, faz-me ser o quase, o que acha a ausência – uma constante presença...
Para começarem a ler pela segunda parte, comecem por aqui e saltem para lá. Para começarem pela terceira parte, continuem lá. Para começarem pela primeira parte... Sejam a V. presença.]
Francisco Coimbra
Enviado por Francisco Coimbra em 01/10/2005
Código do texto: T55329
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Francisco Coimbra
Portugal
785 textos (310483 leituras)
37 áudios (39565 audições)
1 e-livros (148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 06:23)
Francisco Coimbra