Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Segredos

Segredos, sempre os mesmos segredos que você esconde e eu mereço esse silêncio. Deveria ter dito antes o que eu pensava, podia não parecer normal, mas era a verdade. Agora parece muito tarde. Parece que o dia do meu amor chega ao fim. É... Sempre assim. Agora, se Deus quiser, vou para BH. Vou fazer não sei o que lá. Ah, vou estudar, trabalhar, esperar... Talvez um dia, quando eu puder voltar, encontro você. E nesse dia farei as mesmas perguntas que sempre faço, e nesse espaço de tempo soltar um lágrima que vai escorrer e parar na gola da minha camisa. E tentando disfarçar, vou dizer que foi ótimo conhecer você e é bom gostar de você mesmo na distância, nessa ausência do seu ser.
marco
Enviado por marco em 05/10/2005
Código do texto: T56846
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
marco
Montes Claros - Minas Gerais - Brasil, 32 anos
4 textos (427 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 02:36)
marco