Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CARTA À MINHA "ARVORE DA VIDA". Com o soneto: "Árvore Bendita".

Em homenagem a minha esposa, que, viveu comigo durante 10 anos, sem termos filhos, e que, hoje, comigo, acaricia e educa, magistralmente, dois frutos maravilhosos, Vitor Francisco, de 03 anos, e Vitor Emmanuel, de 01 aninho, ofereço esta, como agradecimento a existência “de minha árvore”, aqui, agora, desde sempre, eternamente, sob à LUZ.
PARABÉNS A VOCÊ, MINHA ESPOSA, ANGELITA, E VITOR FRANCISCO, FILHÃO, QUE, NA GRAÇA DIVINA, ANIVERSARIAM JUNTOS, AMANHÃ, DIA 08 DE OUTUBRO, E QUE, SEMPRE, ESTARÃO ANIVERSARIANDO EM MEU CORAÇÃO, NA VONTADE MAIOR...
Como sabem, amo vocês, todos, todos vocês, desde sempre, aqui, agora, para sempre.
Oferto, de meus pensamentos e de meu coração, a você, ANGELITA, VITOR FRANCISCO, também para vocês, AMIGOS NA LUZ, todos, o soneto:

ÁRVORE BENDITA

MALDITAS NEM SEMPRE AS ÁRVORES QUE NÃO DÃO FRUTOS,
POIS MUITAS NESTA VIDA EU ENCONTREI PELA ESTRADA,
BALOIÇANDO A RAMAGEM ABERTA, ESPARRAMADA,
A REFRESCAR A FRONTE DOS HOMENS E A PELE DOS BRUTOS.

MALDITAS NÃO SÃO AQUELAS QUE ABRIGAM, EXULTOS,
BANDOS DE PÁSSAROS PARA A SEGURA POUSADA
NAS NOITES DE VENTOS FRIOS E TÉTRICOS VULTOS,
A SOLUÇAREM AO REDOR, NO ÊRMO DA CANHADA.

MALDITAS JAMAIS É A ÁRVORE DAS LINDAS FLORES
QUE ORNAMENTAM O JARDIM DA NOSSA POBRE VIDA,
ESPALHANDO AOS ARES SEUS SUAVES ODORES.

BENDITA AQUELA, SIM, QUE EMBORA DE FRUTO AUSENTE,
É DE CAULES E FOLHAS, E FLORES TÃO PROVIDA,
QUE ETERNAMENTE ALEGRA E ENTERNECE A ALMA DA GENTE.


Porto Velho, 07 de outubro de 2005.

Amando a Essência Divina Individualizada Em Você, em Vocês, para Expansão na LUZ,
Aqui, Agora, Desde Sempre, Enquanto na Roda da Vida, e Além, Como Expansão Constante do Todo, na Vontade Maior, Eternamente, En Luz,

Trabalhando Por Rondônia, Pelo Brasil,
Aqui, Agora,

In Sugestão:
E que cada um de nós Seja Capaz de Doar o que não lhe for útil para o irmão próximo, pois isto será uma benção renovadora, em prol de todos os necessitados.
Saibamos que, assim, estaremos semeando no Cosmos, sempre fértil, para o nosso próprio porvindouro, em Abundância Plena, necessitados que somos, não só do Pão Físico, mas do Eterno: justo e perfeito.

Haja LUZ. Haja Ética.

Prof. Vitor Hugo Bitencourt da Silva

Sócio Fundador da Associação Rondoniense de Poesia – ACARP
Sócio efetivo e Comendador da Ordem da Confraria dos Poetas Brasil – OCPOETAS BRASIL
DOUTORANDO
Web Site: http://www.vhbbrasil.recantodasletras.com.br
E-mails: vhbbrasil@vhbbrasil.recantodasletras.com.br
Prof Vitor
Enviado por Prof Vitor em 07/10/2005
Reeditado em 15/11/2005
Código do texto: T57521
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Prof Vitor
Porto Velho - Rondônia - Brasil
142 textos (19423 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 18:24)