Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Para quem ficou de quatro

"Até minha cabeça meio-a-meio sacou na hora a profundidade desse poema. Ufa! Estou atordoada..."



Andava a escutar Beethoven quando recebi tua carta. Oh, amiga! Que alegria e surpresa tu me mandaste!... O mensageiro nobre e elegante que ma trouxe gozava somente em me ver destilar prazeres ao ler tua missiva. Mandei-o assentar-se na varanda, servir-se do bom vinho e dos tabacos, enquanto buscava pena e papel para te responder.

Então ficaste atordoada com o meu poema? Assim é. Ficar atordoada acho que foi pouco o termo dito. Senti muito mais em tantas entrelinhas e também no perfume adocicado que traziam o papel e o envelope que mandaste.

Senti mesmo é que ficaste de quatro com o meu incisivo poetar e justamente essa foi a minha inteira intenção para os leitores avisados e desavisados. Queria derrubá-los quando escrevi o poema.

Sempre culpamos os outros quando falhamos e no poema [Lição número 12] dou consciência e responsabilidade ao autor da falha. Não é à toa que já na primeira palavra assumo tudo afirmando: Falhei. O resto é puro desdobramento: é ficar pasmo, é sonhar demais, é ouvir mentiras e verdades, é cegar os olhos e é se ver louco como os amantes são.

Em toda derrota sempre podemos aprender uma lição e só os imaturos aprendem lições somente na vitória. Há sempre o prazer e uma satisfação em procurar a lucidez dentro da loucura.

O nosso mensageiro já se encontra alegre do vinho e inquieto na varanda se assanhando em partir. Não quero vê-lo perder o caminho de volta. Aproveito a sua inquietude para mandar-te de pronto estas palavras. Receba-as com um beijo de uma tarde de verão e ainda um resto de melodia sinfônica.

F.


Fernando Tanajura
Enviado por Fernando Tanajura em 09/10/2005
Código do texto: T58074
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Fernando Tanajura). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fernando Tanajura
Estados Unidos
1467 textos (154770 leituras)
1 e-livros (154 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 10:41)
Fernando Tanajura