Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
SEU MEDO ME FAZ SOFRER!


Deixa seus tímidos receios se instalarem fortemente nas manifestações da fuga!


Corre se expressando aversão ao que deseja há muito, mas não percebe que a tentativa é inútil considerando que está a fugir de você mesma!


Abre outras portas e não consegue fechar nenhuma... o risco aumenta, pois tudo fica vulnerável com o seu estado volúvel de querer sobre a vida!... principalmente, quando tudo quer de uma só vez e ao mesmo tempo!


Pisoteia tanta sublimidade cativada com horas dedicadas... até as letras que grifam como caminho exclusivo aquilo que indica o seu mundo!


Sorve o meu amor solvendo que ele não é mais!


Resta pouco desses seus receios em mim!


Fui obrigado a vê-los como única forma de me desatrelar dos seus compromissos blefados no suspiro de um beijo... eles nem existem mais!


Arrumo o alforje para nova caminhada.


Vou reunir os gravetos das minhas letras para formar outra cantiga, mas não deixarei de cantar... haverei um amor mesmo que eu tenha que deambular longo tempo!...


Nascerá no fim de uma desdita história outra cena que irá colimar uma alegria!
 

©Balsa Melo

02.09.07

João Pessoa - PB

BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Enviado por BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO) em 03/09/2007
Código do texto: T636176
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)
Uberaba - Minas Gerais - Brasil
3010 textos (87162 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 04:21)
BALSA MELO (POETA DA SOLIDÃO)