Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

''Se encontre''

Foi assim, como um raio de sol, que começou a minha estória de amor. Do meu trabalho eu ligava pra você, quase em todos os momentos. Eu ia todas as noites em sua casa pra irmos e voltarmos juntos ao colégio eu lhe deixava no portão, da sua casa só depois eu ia pra minha casa.
      Tantas vezes lhe convidei pra irmos ao cinema, você sempre recusava o meu convite e não os meus presentes. Você não queria nada comigo, e o tempo foi passando e o meu amor, cada vez mais se multiplicando e ficando sufocado. Você só concordava que apenas seriamos grandes amigos.
       Olha foi uma loucura não se faz isso com um coração apaixonado ser amigo te quem se ama é complicado, você quer ter algo mais, o coração a ver como mulher, a mulher amada. Pois eu a amava e ainda a amo, isso no míni no é cor vadia com esse pobre coração.
        Hoje mesmo depois de casado com outra pessoa é claro que eu a amo, esse amor deu frutos um cravo e duas rosas. Mas você invade meus pensamentos luto e reluto mais você não sai do meu pensamento, você é cruel é um pensar tão presente e tão ausente em mim.
          Quero apenas me libertar de você, soube que você casou, não teve filhos, esta mais bonita, uma beldade de mulher. Peço a Deus e quero lhe ver feliz sempre, favor por passe esse amor que tanto sonhei pra mim a essa pessoa que você casou que tanto você me negou. Agora só me resta dizer-te: Adeus e seja feliz
          Que sabe um breve e pequeno adeusinho....
Essa é uma carta com endereço certo a ela e principalmente o meu bobo coração que ainda não aprendeu que não se podem ganhar todas, às vezes agente perde e perde feio de goleada, agora é dizer isso ao nobre e simpático (ou antipático) coração.

José Aprígio da Silva.
Feito: 06/05/84.
Correção: 05/09/07.

JOSÉ APRÍGIO DA SILVA
Enviado por JOSÉ APRÍGIO DA SILVA em 05/09/2007
Código do texto: T640082

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
JOSÉ APRÍGIO DA SILVA
Ceilândia - Distrito Federal - Brasil, 57 anos
1688 textos (152573 leituras)
1 áudios (33 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 19:54)
JOSÉ APRÍGIO DA SILVA