Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

''Carta aos meus sonhos''

Carta aos meus sonhos irreais
Ela não me deixa, ela não sai.
Ela até parece que nora em mim
Ela não que eu pare de sonhar por ela
Ela vive em mim em forma de sonhos
Que não cheguei a realizar, sonhos vis.
Quero tê-la comigo, por um instante.
Acaricia-la, beija-la e em envolvê-la.
Por uma noite sem fim, me perder na noite.
Quero tê-la na realidade dos meus dias
No sonho é bom, mais quando acordo acaba.
E durante o dia todo o sonho é acordado
Tudo em minha volta fica triste, sem você.
E eu me entristeço ainda mais e mais
Só em saber que eu a tive nos braços
Em plenos sonhos de um sonho ao sonho
Na sua mais dura e pura realidade do sonho
Por que não na realidade de todos os dias
É uma pergunta que fica no ar, pro ar ao ar.
Pra ela, só pra ela responder ao vivo no ar.
Sei que não é querer demais o seu amor
Mais eu a amo e amo e é tudo que amo
Saia dos meus sonhos venha pra a realidade.
Dos meus dias, seja a mulher amada do amado.
Não me deixeis nos sonhos, venha mais venha correndo.
Carta vá aos meus sonhos e traga ela
Pra realidade dos nossos e meus dias.

José Aprígio da Silva.
Feito: 05/06/85.
Correção e ampliações: 09/08/07.






JOSÉ APRÍGIO DA SILVA
Enviado por JOSÉ APRÍGIO DA SILVA em 09/09/2007
Código do texto: T644816

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
JOSÉ APRÍGIO DA SILVA
Ceilândia - Distrito Federal - Brasil, 57 anos
1689 textos (152609 leituras)
1 áudios (33 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/08/17 19:07)
JOSÉ APRÍGIO DA SILVA