Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Uma Forma De Dizer Eu Te Amo

Em primeiro lugar eu gostaria de me apresentar
Sou uma pessoa simples sem parentes importantes,
Influências e etc...
Nos bolsos não carrego dinheiro ou riquezas
Mas no meu coração guardo um sentimento
Que é complicado de explicar
Tão complicado como as coisas do mundo
E às vezes maior que o universo
Nas mãos não carrego armas ou ferramentas
Primeiro por quê jamais destruiria algo ou alguém
Mas também não preciso construir nada
Pois o que carrego foi construído há algum tempo atrás
Quando te vi...
Quando te vi reparei bem em você e me encantei
Com sua beleza e permaneci te observando, te analisando, te filmando...
Como um caça talentos que descobre uma estrela nova pra brilhar
E encantar todo o mundo com o seu dom
Passei a freqüentar os lugares onde te via para poder te ver novamente
E poder observa-la novamente como um apreciador da boa arte
Que observa uma obra prima da genialidade divina e se encanta
E se surpreende a cada traço, a cada cor, a cada tom, a cada curva e etc...
Não deu para esquecer e assim passei a sonhar com você todas as noites
Começou com uma noite, duas, uma semana, um mês e etc...
Não quis me precipitar, pois acredite não sou tão ingênuo assim...
E continuei a te pesquisar, filmar, analisar, observar e etc, etc...
Foi quando me deixei dominar por uma vontade louca e talvez banal
De saber o seu nome...
Então como um cientista preste a fazer uma grande descoberta,
Certifiquei-me de todos os cuidados, preparei todos os lances,
Daquele dia que seria o inicio (quem dera) ou o fim (nem pensar),
De uma coisa simples que eu por exagero ou por timidez dessa forma
Tratava.
Foi algo minimamente calculado, retocado, requintado e analisado,
Por um gênio, na arte de amar, mas ainda estava longe do começo...
Então em um belo dia como quem não quer nada perguntei:
Acho que te conheço de algum lugar como você se chama?
Foi um momento de dúvidas, e eu tremia por dentro assustado temendo,
Uma reação adversa, mas...
Diante de mim paralisado de pavor você pronunciava seu lindo nome
Eu permanecia hipnotizado diante de ti possuído por uma espécie de
Magia que me fazia contemplar seu rosto a cada momento
E quando você me disse seu nome eu contemplava cada traço seu
Possuído pelo mortal vírus do amor e durante a noite não consegui
Dormir seu nome, seu doce nome não dava pra esquecer...
Então passei a aproximar me de você conversamos e aos poucos
Fui aproximando-me de você e descobri o quanto você é importante
Para mim e para minha vida e descobri o quanto nos parecíamos,
Nos completávamos, nos entendíamos e etc...
Pode até parecer estúpido da minha parte, mas falo sério...
Peço que tenha compaixão deste pobre coração e tente entender
Durante todo esse tempo não consegui perceber nada em ninguém
Gostaria de dizer com toda a sinceridade que carrego dentro de mim
Que te amo e estou certo disso, tenho vontade de te Dar a melhor,
Coisa deste mundo, mas agora só posso te dar o meu carinho...
Não estou mentindo, pois busquei certificar-me ao longo desse tempo,
Que esse sentimento é algo puro e verdadeiro
Acredite minha vontade é de dar o que você quiser
Farei o possível pra te agradar e talvez até o impossível
Por você pensei, chorei, sofri, sonhei, planejei, calculei,
Preparei-me, certifiquei-me de todos os cuidados para não,
Incomodar-te nem me ferir por uma coisa à toa por isso
Peço que pense em tudo o que eu te disse
Não peço que me corresponda, mas que entenda tudo o que:
Eu sofri, pensei e passei por você...
Mas saiba que faria tudo de novo, pois não existe nada como...
O amor que sinto por você

Com toda a sinceridade e carinho deste mundo
Seu admirador

©2007*Marcos Menezes de Almeida*(Todos Os Direitos Reservados)
Marcos Menezes de Almeida
Enviado por Marcos Menezes de Almeida em 11/09/2007
Reeditado em 10/03/2008
Código do texto: T647776
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcos Menezes de Almeida
Aracaju - Sergipe - Brasil, 32 anos
361 textos (17587 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/08/17 19:22)
Marcos Menezes de Almeida