Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Seus Olhos

E diante de mim eu vi seus negros olhos se tornarem azuis, como esse lindo céu que se abriu na nossa partida.
E eu senti dentro de mim um sorriso enorme se instalar e pedi muito pra ser feliz.
Como você pode me pedir pra sair se quer muito que eu fique, seus olhos dizem que sim.
Olhos esses que me enfeitiçam de maneira incomparavel, me atraem, me seguem, me despem sem ser preciso dizer nada, esses são seus olhos
Negros como um abismo, mas que loucura a minha quero muito me perder nessa negra imensidão.
Tão cinzas, tão azuis, tão verdes, nem sei mais, quero tê-los sobre mim, sentir seu tocar em minha pele, sentir seu despir, seu pudor, seu desejo.
Quero olhar seus olhos e me ver dentro dessa nitidez que você tanto mostra ao mundo.
Negros e reluzentes, porém azuis e nitidos, verdes e carismáticos, cintilantes...
Esses seus olhos, só os feche pra me beijar, só os feche pra me sentir a primeira vez, só os feche pra me abraçar, só os feche se for pra rir ao lembrar nossas risadas.
Não os feche, não pra mim...
E de olhos a olhares, nossos, intensos, passaria horas te olhando ou melhor te vendo...
Eu sempre te vi, e acho que de tanto te ver de negros meus olhos também se tornaram claros, primeiro verdes e agora azuis como esse céu maravilhoso que se abriu na nossa volta...
Nathalya Etchebehere
Enviado por Nathalya Etchebehere em 17/09/2007
Código do texto: T656189

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Nathalya Etchebehere
Ribeirão Preto - São Paulo - Brasil, 33 anos
253 textos (23040 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 00:32)
Nathalya Etchebehere