Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pedaços de noites confusas, que não existem e respiram a solidão dos sentimentos que morreram ao nascer...

O mundo gira; sempre gira como se nada mais tivesse qualquer importância.
Respiro a solidão de noites nas quais eu não durmo; não sonho; não vivo...
Odeio o silêncio, o barulho, a escuridão e a luz. Odeio as palavras que eu nunca disse e mais ainda todas as que disse. Odeio ficar assim tão só e odeio pessoas ao meu redor. Odeio a dor que nunca passa e odiaria não tê-la. Minha única companheira. Odeio ferir sentimentos que não existem e odeio depender deles. Odeio amar. Odeio odiar...
Não quero mais me encontrar em frente ao espelho. Quero ver além dos meus olhos, além das paredes entre a vida e a morte. Quero sentir o cheiro da manhã orvalhada que o tempo levou pra longe de mim. Quero sentir o doce cheiro das flores que me acompanharão até o túmulo...
O mundo é tão escuro e frio...
O mundo é tão escuro e frio...
O mundo é tão escuro e frio...
A noite vai preguiçosamente à hotizontes em que eu nunca irei chegar. O silêncio cada vez maior. Cada vez mais frio. Cada vez mais escuridão. Cada vez mais dor. Cada vez mais só, e só, e só. Não importa quantas pessoas se aproximem. Cada vez mais só, e só, e só, porque ninguém jamais poderá chegar até meus sentimentos...
Nunca vão entender!!!
Nunca poderão ver!!!
Nunca poderão entender!!!
E se desejarem, não vão entender. Não vão. Nunca vão...
Quero sumir...
O silêncio sumiu junto com a noite. As trevas se foram, mas apenas do lado de fora. Aqui dentro continua tão escuro e frio... tão escuro e frio... tão escuro e frio. Já não posso respirar, já não sinto o acérrimo sabor de viver.
Sou um pedaço da noite; não importa que o dia me ilumine; não importa que o sol me aqueça; não importa que a amena brisa da manhã me toque, sou um frio lírio solitário da noite. O vento me arranca do solo e me leva à lugares onde eu não quero ir.
Quero respirar o ar da noite mais escura. Quero jazer na terra e ir brincar nas estrelas do céu. Quero perfumar um solitário coração com um cheiro suave e ingênuo de um amor sincero. Quero sentir o breu da noite abraçar me. Quero ouvir a lua cantando minha canção favorita...
O mundo é tão escuro e frio...
O mundo é tão escuro e frio...
Eles nunca irão entender!!!
Não poderão entender!!!
O mundo, tão escuro e frio...
Meu mundo é tão escuro e frio...
Seu mundo é tão escuro e frio...
Todo o universo é tão escuro e frio como as noites que não guardam qualquer lembrança das coisas que insistem em acontecer...
Elton Veloso da Silva
Enviado por Elton Veloso da Silva em 19/09/2007
Código do texto: T659470
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Elton Veloso da Silva
Pedreira - São Paulo - Brasil, 31 anos
110 textos (7086 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 18:30)
Elton Veloso da Silva