Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"Aquele que julgou e errou, ganha agora MEU PERDÃO!" 

 

Diante de tudo que foi dito, vivido e compartilhado, sempre achei que a “eternidade” em nossas vidas seria algo real. Muitos foram os obstáculos, a nós ofertados, que tentavam de todas as formas destruir o que de mais lindo existia entre nós...Sim, eu lutei, entreguei cada parte singela de mim, ofertei todas as fontes de energia que brotavam no meu peito...Mesmo assim não foi suficiente...Aqui, afogado entre minhas lágrimas que descem, cada vez mais em quantidades maiores, sofro...Amargurando todas as coisas que não consigo entender até agora, o “ por que” de tudo  ter chegando a onde chegou...Sim, não nego...Amei com devoção, entreguei completamente todos os espaços existentes, aqui em meu “coração”...Mas, fui derrotado, “ eles cegaram teu olhar”, jogaram-me contra a parede, fui julgado e condenado, talvez por amar demais, por ser sincero ao estremo e oferecer aquilo que nem eles e nem você,  estavam preparados pra receber...Minha amizade agora será apenas um elemento pertencente ao passado, apagarei cada lembrança, cada sorriso, cada lágrima por ti, derramada...Paro  por aqui, com olhos ainda em lágrimas...Inundados eles ainda sim, pedem pra mim, pra que o perdão a ti seja concedido, e assim faço...Mas peço, siga em caminhos divergentes do meu...

Gildênio Assis
Enviado por Gildênio Assis em 21/09/2007
Reeditado em 21/09/2007
Código do texto: T662858

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Gildênio Assis
Itaú - Rio Grande do Norte - Brasil, 37 anos
785 textos (36010 leituras)
36 áudios (1461 audições)
3 e-livros (124 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 17:07)
Gildênio Assis