Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Coração Burro

 Desculpe-me a falta de tempo de postar gente, época de provas é meio complicado, mas agradeço quem apareceu por aqui para desfrutar os meus simples textos dotados de emoções e impulsos sem sentido, mas que trazem algo dentro do meu coração...

"E falar em coração...o meu anda meio assim sabe...A procura de não sabe o que...de repente um cantinho para morar em que haja mais paz e amor entre as pessoas...Mas digo amor verdadeiro, não esses de cinema em que nós achamos que é perfeito e real, mas os que trazem erros, e são verdadeiros...Amor, não significa insatisfação naquilo que achamos que é real e bom, mas o TODO que representa em nossas vidas diárias...O amor entre os irmãos...Cada dia que passa o meu coração sangra em lágrimas, porque eu não sei mais o que é amor...Claro, tirando esse Amor de Deus maravilhoso que Ele tem por nós, que claro já preenche, eu não entendo mais...Não vejo brilho nos olhos das pessoas, e nem paz...e isso tudo se reflete entre elas na competição, na falta de caridade e no egocentrismo...e o amor é jogado fora outra vez...

O coração nos fala tantas coisas boas...mas nem sempre devemos ouvi-lo, pois sempre o achei meio burro, desculpa a palavra, mas é esta que cabe ao meu sentimento neste momento...
Burro por querer apressar as coisas, burro por saber muito, e por querer sempre mais...Burro porque se acha sempre o certo e escolhe sempre o oposto da razão, burro por ajudar demais e quebrar a cara sempre que isto acontece, burro por falar muito e escutar pouco...e ás vezes esse meu jeito tão impulsiva e intolerante de ser me levam a trazer sentimentos antigos e quebrados como cacos que nunca mais irão de recompor, e tudo porque o burro do coração sentiu e viveu...não a pobre razão que me faz escolher os caminhos certos...e as palavras exatas...

Conversava tanto uma noite com meu coração, que ele começou a bater tão rápido e não o sentia ali perto, mas longe e em outro lugar...talvez com alguém especial e que me faça se sentir importante, pelo simples fato de olhar para mim e ver o meu interior...Ah, o interior que é bom...cheios de surpresas, cheio de novidades e conhecimentos tão belos...esse interior que ninguém consegue enxergar no outro...Aí, nesta parte, eu prefiro o coração, porque ele é cego, mudo e surdo...ele enxerga o que ele quer e na hora que ele bem entende...nessa hora eu o apoio, mas nas outras, nem tanto, porque ele o meu coração sempre vai continuar assim...
Natural que seja desta maneira e eu pense dessa forma, porque eu gosto de aventuras boas e saudáveis...aventuras que nos trazem adrenalina pelo simples fato de existir um coração que bate aqui dentro, mesmo que ele eja burro, ele segue em frente...caminhando, errando, sendo feliz, triste, amando, odiando, perdoando, não aceitando os erros...Cara, o meu coração tá aqui dentro....ele bate, bate...bate...bate...E em todos os batimentos ele me diz: VC VIVE, VC VIVE, VC VIVE, VC VIVE...Por um lado é maravilhoso escutá-lo...

Porém, sim, coração bobo e burro, eu ainda preciso de você pra quebrar a cara e crescer, porque eu não sei viver sem te escutar...




Roberta Mendes de Araújo
Enviado por Roberta Mendes de Araújo em 26/09/2007
Reeditado em 23/07/2008
Código do texto: T670117

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Roberta Mendes de Araújo
Nova Friburgo - Rio de Janeiro - Brasil, 34 anos
218 textos (63881 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/08/17 05:55)
Roberta Mendes de Araújo