Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Pedro

Nome bonito pra se botar num filho, pena que eu fui me apaixonar logo por um. Droga, paixao eh pros fracos, eu sempre pensei. Mas eu realmente nunca tive coragem de botar nome em textos. Acho que deve ser por isso que o teu nao ta aqui.
Claro, eu nao cito nomes pra coisa nao ficar explicita, quem le sabe. Creio eu.
Mas ta, isso eh uma carta e eu to enrolando pra nao dizer o que eu realmente tenho pra dizer.
Eu te odeio, e odeio mais ainda pq quando eu te odeio doi em mim, doi la no fundo, beem la no fundo, pq tu eh o unico abobado que consegue me desdobrar em 543 pedacinhos e fazer com que eu nao reclame. Bosta, texto com palavrao. Mas eu realmente nao sei falar de ti sem me xingar, pq eu nao deveria gostar de alguem que faz tudo o que tu fez.
Eu deveria ir embora, te esquecer e soh ter a bela lembranca. Mas algum motivo me faz querer que tu nao seja apenas uma lembranca.
Droga, la vem eu toda melancolica de novo, coracao apaixonado eh bobo. Retardado, estupido. Coracao apaixonado deveria ser crime, afinal se apaixonar deveria ser um. Tu rouba o coracao de alguem, e passa a ser o dono dele, e isso faz com que seja teu prisioneiro pra sempre. Ou pelo menos durante um bom tempo. Eu gostaria que fosse somente durante um bom tempo, mas nao foi.
Foi mais do que eu imaginava, alem das compreensoes de quem le isso.
Droga, eu nao costumo ser assim, nunca fui.
Nao quis ser assim, minha mae se apaixonou por um cara que a largou com a desculpa de comprar cigarros, e eles estavam de casamento marcado. Eu nao acredito nos homens, nunca quis. Mas com voce foi diferente, bosta. Eu nao queria me apaixonar, juro.
Mas nao deu, to aqui, apaixonada, com o rosto vermelho e a garganta entalada de coisas pra te dizer. Sei que provavelmente tu nao vai ler. Vai ficar com medo de eu citar outras pessoas, de eu ficar braba pq tu leu.
Mas eu sou assim, ninguem deve sequer ler meus textos, nao na minha presenca. Eh ruim. Faz mal, eu nunca fico bem.
Eu nunca gostei de ser motivo de fala pra ninguem, se alguem le perto de mim...elas botam defeitos, fazem caras feias e eu paro de escrever por tais motivos.
Eu gosto de escrever, eu gosto de me esvairar em palavras e nao ter que falar ao vivo, assim sai melhor. Ninguem fica me olhando com aquela cara triste, eh mais facil.
Desculpa, eu nao presto;
Mas eu amo.
Fer Bainy
Enviado por Fer Bainy em 30/09/2007
Código do texto: T674381

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Fer Bainy
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 25 anos
59 textos (7979 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 11:30)
Fer Bainy