Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

NOVO FORD FIESTA É UMA BOMBA

É um prazer enorme quando alguém consegue comprar um veículo zero quilometro, principalmente se este veículo é considerado novo, moderno, tecnológico, econômico e atualmente, atende aos clamores mundiais de menos poluição.
Não importa se você compra uma Ferrari ultimo tipo (um dos mais caros e desejados) ou um Fiat Uno (um dos mais baratos do Brasil). A sensação é a mesma para o comprador. Vira uma espécie de ostentação pública, mostrar seu novo carro. Alguns deixam o plástico protetor dos estofados somente para apresentar o “carrão” para os amigos.
Outro fato importantíssimo na hora da compra é verificar os itens de série e para quem pode investir um pouco mais, os itens extraordinários como CD player, rodas em liga leve, faróis de neblina e até sensor de estacionamento. Estes itens podem vir já inclusos no veículo ou serem adaptados como originais, se forem postos pela concessionária autorizada.
Minha esposa teve até junho uma Pálio Weekend Stile 1.6 ano e modelo 2003 e foi por um ano a sensação da família por reunir conforto dos bancos em couro, ar condicionado, direção hidráulica e muitos outros apetrechos que compunham um carro moderno, espaçoso e econômico. Com o passar do tempo e o crescimento dos veículos bi combustíveis e as novas tecnologias, começamos a fomentar a possibilidade de trocá-lo por um novo. Fizemos pesquisa de preços e analisamos pelo menos quatro opções de compra, até que ela se convenceu que o novo Fiesta Sedan 1.6 Flex da Ford conseguia reunir o famoso custo benefício, mas jamais imaginaríamos que nossas dores de cabeça fossem tantas e em tão pouco tempo.
Esta crônica é estritamente pessoal, vivida infelizmente por mim e por minha esposa e serve para mostrar aos leitores e consumidores (clientes) o quanto somos órfãos de qualidade no atendimento e serviços da Ford do Brasil.
Vimos o tal Fiesta Sedan em três concessionárias Ford de Belo Horizonte (Jorlan, Pisa e Inova), e a que mais reunia condições plausíveis de troca foi a Pisa (Avenida Amazonas, 7800 – Belo Horizonte). Fizemos teste drive e confesso que naquela ocasião, não notamos qualquer anomalia com um veículo tão belo.
No modelo que escolhemos, os acessórios eram poucos e resolvemos pedir para colocar sensor de estacionamento, alarme e travas das portas. Os vidros elétricos são aplicados apenas nas portas dianteiras. Ar condicionado, autofalantes, direção hidráulica, rodas em liga leve e faróis de neblina vem de fábrica neste modelo (Trend).
Entre encontros e desencontros, conseguimos retirar o Fiesta da concessionária no dia 30 de maio ultimo e já no dia 02 de junho, ou seja, após 03 dias de uso, o carro teve uma pane seca que deixou o veículo sem funcionar em meio a um congestionamento. Para nossa surpresa, o carro foi encaminhado à mesma Ford Pisa e o diagnóstico sem registro formal que eles ofereceram foi que o PROBLEMA ERA NA BATERIA, que descarregou completamente devido a outro problema do alarme. Foi substituída a bateria e entregue o carro com quatro dias de testes.
Depois disso, luzes internas queimaram; a luz traseira interna se desprendeu; freios não funcionam com segurança (o carro está hoje com 6 mil km rodados); o sensor de estacionamento também soltou de sua posição e pasmem, a bateria voltou a descarregar e o diagnóstico de outra concessionária autorizada foi o mesmo que o anterior; o alarme apresenta curto circuito e rouba completamente a carga, deixando o veículo vulnerável e podendo causar um acidente. A parte frontal do carro, no que compreende a lataria entre a grade e os faróis, está completamente desalinhada e o desnível, que é visível a olho nu, compromete a estética do carro.
Com relação à parte frontal citada por ultimo, uma outra concessionária, a Jorlan, também de Belo Horizonte, colocou um verdadeiro exército de profissionais para analisarem o problema, mas infelizmente, exceto soluções paliativas como calços inadequados (meramente apontados e não sugeridos), o problema não teve solução ordinária. O caso também foi comunicado a Ford Assistence que chegou a fazer contato por diversas vezes, mas, é impossível se tenhamos solução por meio remoto.
Mais recente, a cerca de uma semana, os auto falantes originais, oscilam e alternam a emissão de ruídos e sons, que inviabiliza completamente a utilização do CD player.
O resultado disso tudo é INSATISFAÇÃO ABSOLUTA pelo produto e pelo descaso idem absoluto do Fabricante, a Ford, que não se digna em ao menos tentar solucionar problemas aparentemente tão néscios e fáceis, para quem detém a tecnologia e o conhecimento.
Certo também é que, você, consumidor, procura uma concessionária para adquirir um carro, voltando a frisar, que pode ser uma Ferrari ou um Fiat Uno, e elas te oferecem café, teste drive, água gelada e sorriso nos rostos; depois que conseguem vende-los e ocasionalmente aparece algum problema, todos viram as costas como se aquele problema também não fosse deles.
Todos os problemas relacionados acima, parte são do fabricante que agiu com desleixo e imperícia ao fabricar um carro com enigmas e da concessionária, que recebeu este veículo, o encaminhou a sua oficina para colocação de acessórios e ninguém, que se dizem especializados no tema (FORD), detectou e informou a quem de direito.
Lembro que meu ultimo Ford antes desta bomba infeliz foi uma Belina 1979 e somente agora eu descobri porque passei tantos anos sem prestigiar a marca americana. Com certeza, se eu voltar a comprar outro Ford, será em pelo menos mais 30 anos, talvez quando o fabricante e seus concessionários (não todos), aprenderem que a qualidade de produtos e serviços fazem parte do sucesso ou da derrota de qualquer organização.
Uma dica importante a você consumidor: Cuidado com o produto da Ford e mais cuidado ainda, caso você insista em compra-los, aonde você vai confiar sua vida e seu dinheiro e JAMAIS, comprem o NOVO FORD FIESTA 1.6. Este veículo é uma verdadeira decepção em todos os sentidos. Eu era feliz com meu Pálio Weekend e não sabia...


Carlos Henrique Mascarenhas Pires
www.irregular.com.br
Imperador Dom Henrique I
Enviado por Imperador Dom Henrique I em 17/10/2007
Reeditado em 18/12/2008
Código do texto: T697461
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para o site "www.irregular.com.br"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Imperador Dom Henrique I
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil
896 textos (1414925 leituras)
16 áudios (3490 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 10:27)
Imperador Dom Henrique I