Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

À JUVENTUDE

À JUVENTUDE

Coragem, somos chamados a ser discípulos e discípulas jovens, para animar o caminho da vida, da esperança, da busca por uma Terra Sem Males a exemplo das primeiras Comunidades Cristãs. Os grupos de base da Pastoral da Juventude, as Comunidades Eclesiais são espaços de vida e ânimo para muitos jovens.
“A Igreja no Brasil assume no início deste Milênio o Projeto ser Igreja no Novo Milênio, a luz do livro dos Atos dos Apóstolos. Por meio dele, busca inspirar-se na mesma originalidade dos primeiros anunciadores (as) do Ressuscitado, para evangelizar nos diversos ambientes atuais” , portanto a Pastoral da Juventude desenvolve o protagonismo juvenil com base no Projeto de Jesus Cristo que é anunciar a Boa Nova”Bem aventurados os que anseiam por um mundo novo” Mt,5. (Plana Trienal)
Assim, não existe neutralidade, não podemos ser ingênuos, temos que ter uma postura, a consciência próspera na teoria arqueada a práxis. O evangelho é testemunho da prática em favor da vida. Jesus fez a opção aos pobres e aos pequenos, portanto viveu lutando em favor da vida, junto aos leprosos, cegos, marginalizados, aos excluídos. Temos que optar, ser participante, ativo, não podemos ser meramente representantes do grupo, que vai a várias reuniões buscar recados, sobretudo temos que articular o processo, motivar a caminhada, isto significa caminhar em conjunto, comprometidos com o evangelho e com a história sempre em defesa da vida. Portanto devemos ser protagonista, construtor da nova sociedade e de uma nova Igreja.
As reuniões do grupo de base não devem ser simplesmente para encontrar amigos. Deve trazer a dinâmica que interaja os jovens a um objetivo comum, que não deve ser aglomerar os jovens na Igreja, nem trabalhar temas aleatórios sem continuidade, só para ocupar o espaço, mas que nos comprometa com a realidade, modificando o meio.
Precisamos de informação e formação consistentes, por isto é importante realizar leituras e cursos que aprofunde nossos conhecimentos e que possamos partilhar com outros jovens.
A Metodologia Pastoral VER-JULGAR-AGIR-REVER e CELEBRAR é um processo dinâmico e sempre atual da educação popular, que pode nos ajudar, VER é analisar os problemas e avanços a partir da realidade concreta, verificar qual a raiz do problema, conhecer a história e descobrir suas causas, JULGAR é escolher que caminhos seguir à luz da Doutrina Social da Igreja, atingir as causas, que possa curar as feridas, modificando a sociedade, o JULGAR nos convoca AGIR, a sermos ousado e comprometidos. Diante do processo é preciso parar para REVER, avaliar e prosseguir com êxito e esperança, por isto CELEBRAMOS a Vida, a luta, a resistência de nossa Juventude.
Ousamos olhar para frente, avançar, percorremos o Plano Trienal em nossas Comunidades, com grande objetivo da ação evangelizadora, jovem evangelizar outro jovem, construir um mundo que tenha vida para todos.  Temos compromissos “Sim à vida, sim ao amor como vocação, sim à solidariedade, sim à liberdade. Sim a verdade e ao diálogo, sim a participação, sim aos esforços permanentes pela paz, sim ao respeito pelas culturas, sim ao respeito pela natureza, sim à integração latina-americana” Caminhamos num Programa de três eixos: Formação, Ação e Espiritualidade, que são desenvolvidos em nossos Grupos, Paróquias, Dioceses, Sub-Regionais, Regionais e os Encontros Nacionais. Estamos espalhados pelo mundo e somos milhares, que lutam por dignidade e justiça, desenvolvendo Semana de Formação, Semana da Juventude, Semana da Cidadania, Vivenciando a Campanha da Fraternidade, O Dia Nacional da Juventude, Participamos do Calendário de Luta, Dia do trabalhador, O Plebiscito contra a Dívida externa, O Plebiscito contra ALCA, A Romaria, Os Retiros, Os Seminários de Estudos, Os Fórum de Lideranças, processo que caminhamos nos grupos e em toda a sua estrutura. Somos nós que construímos que nos comprometemos e fazemos acontecer. Se somos nós que fazemos, não podemos nos fechar num canto, temos que estar aberto ao diálogo a descoberta, temos que nos encontrar e partilhar, planejar e fazer acontece, nós tecemos a rede.
Políticas Publicas para a juventude à luz da Doutrina Social da Igreja, tema do Congresso, refletido em quatro eixos, Trabalho, Educação, Qualidade de Vida, Participação Política, assunto de nosso interesse que já vem sendo estudado, trabalhado em nossos mais diversos Programas de Formação, Ação e Espiritualidade. Temos que Mergulha em águas mais profundas, portanto é preciso mapiar, registras, sistematizar para alimentar e fortalecer nossos passos na troca de experiência.
Ao analisar este processo, encontramos muito trabalho que deve ser partilhado, para que a caminhada aconteça com êxito sem estressar ninguém. Tudo é muito importante e não podemos deixar nada de lado, nem realiza-lo sozinho, porque somos comunidades e temos que trabalhar em equipes. Pensamos em sete dimensões que devem estar juntas em diálogo constante, porque uma é parte da outra, sozinhas não tem sentido, mas é preciso nos comprometer e integrando-as num todo.
 ESPIRITUALIDADE: são motivações que nos impulsionam maior intimidade com Deus, é descobrir o sentido da vida, enriquece com novas luzes e alimentam nossas forças a agirem, festejar as alegrias e agradecer nossa resistência, sempre presente na Mística e militância da Juventude.
 MILITÂNCIA: Comprometer com a realidade, é necessário participar ativamente do calendário de lutas nacionais, d as questões políticas, do desenvolvimento social da cidade, interagindo com a discussão mundial, conhecer, denunciar as mazelas da sociedade e anunciar a Boa Nova;
 Precisamos nos articular, portanto temos que ter uma COMUNICAÇÃO mais afirmada, próxima, constante para que possamos concretizar o Projeto com tranqüilidade e responsabilidade.Isto não significa formar substituir as equipes de comunicações existentes, mas ampliar diálogos entre elas, fortalecer o diálogo dos grupos.
 SISTEMATIZAÇÃO: Nossas reuniões não devem ficar como que tidas em palavras solta no ar, mas tem que ser sistematizada, registrada, para que todos possam consultar, rever o processo, estudar e fazer história.
 ESTRUTURA: Conhecer, aprofundar o espaço Pastoral, suas fases, sua formação e caminhada, integrar-se ao Congresso dos 30 anos da Pastoral Juventude, organizar estudos, atualizar-se interagir-se ao Plano Trienal.
 ANIMAÇÃO: A música, a poesia, a história da formação cultural nos contagia e incentiva a dar passos firme e persistente.
 FINANÇAS: Temos dificuldades financeiramente para participar de atividades, concretiza-las, mas temos que dar suporte e subsidiar a caminhada.

Animemos uns aos outros na missão, na alegria e na vontade de construir um mundo novo, onde os sinais do Reino de Deus sejam visíveis, por isso é importante alimentar as lideranças e organizar em pequenos grupos, em coordenações paroquiais, na região, na diocese, nos diferentes ambientes para refletir sobre a vida e encontrar respostas aos problemas da Qualidade de Vida e da integridade humana. Busquemos o diálogo e a parceria em todos os grupos e movimentos que buscam trabalhar na cidadania um novo amanhã.
Márcia e Clécia
Assessoria
Pastoral da Juventude de Santo André
26.03.03

Márcia Plana
Enviado por Márcia Plana em 13/11/2005
Código do texto: T70790
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Márcia Plana
Mauá - São Paulo - Brasil
5 textos (242 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:22)
Márcia Plana