Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A arte de escrever



Sou uma devoradora de livros, quanto mais leio, mais me encanto. Mergulho no mundo das letras, encontro nelas a minha outra metade.

Descobri a arte de escrever quase por acaso, dia em que me vi em apuros para redigir um discurso e não tinha mais a quem recorrer. Sentei-me num canto pensativa e disse pra mim mesma: - Vai, escreve! Tens capacidade, basta querer!

De armas em punho (papel, caneta), me pus a meditar e comecei a escrever cada ato pensado, e quanto mais escrevia, mais as palavras fluíam, límpidas e orgulhosas no papel. Foram momentos fascinantes, foram horas mergulhada num mundo antes desconhecido.

-Estás orgulhosa, Elian? - indaguei-me.

Foi intrigante, mas depois que dei por finalizado o primeiro de muitos escritos que ainda estavam por vir, não acreditei realmente que o tinha feito.

Conheço um amigo que não gosta de reler seus textos porque sente náuseas. Eu, ao contrário, leio e me delicio com cada letra, cada palavra e cada frase.

E isto, que agora escrevo, me fez lembrar de uma grande escritora, Clarice Lispector, que registrava em suas palavras aquilo que sentia. Trascreverei aqui um de seus escritos, que reflete muito bem tudo aquilo que acabei de citar.

" COMO É QUE SE ESCREVE?"
Quando não estou escrevendo, eu simplesmente não sei como se escreve. E se soasse infantil a falsa pergunta das mais sinceras, eu escolheria um amigo escritor e lhe perguntaria: como é que se escreve?

Por que, realmente, como é que se escreve? que é que se diz? e como dizer? e como é que se começa? e que é que se faz com o papel em branco nos defrontando tranqüilo?

Sei que a resposta, por mais que intrigue, é a única: escrevendo. Sou a pessoa que mais se supreende de escrever. E ainda não me habituei a que me chamem de escritora. Porque, fora das horas em que escrevo, não sei absolutamente escrever. Será que escrever não é um ofício? Não há aprendizagem, então? O que é? Só me considerarei escritora no dia em que eu disser: sei como se escreve."

Escrever, portanto, é uma arte que requer amor, carinho e dedicação.



Elian Maria Bantim Sousa
Enviado por Elian Maria Bantim Sousa em 08/11/2007
Reeditado em 08/11/2007
Código do texto: T729212

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Elian Maria Bantim Sousa
Coelho Neto - Maranhão - Brasil
492 textos (219707 leituras)
2 e-livros (82 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 01:17)
Elian Maria Bantim Sousa