Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O depois...

   Ontem ainda sem acreditar que não somos mas um em dois corpos diferentes, me entreguie ao remorso. Mesmo em meu silêncio, hoje contei as paredes que sou prisioneiro de minha própria vontade. Em imagens repletas de fantasmas imagino nossos lábios em simbiose quase imperfeita, eternizando o passado, o ontem permanecerá em meus desejos.
    Minha historia exitada, em um sinal da cruz, do naufrágio ecoam gritos no porto seguro que ja foi nosso amor, uma procura constante, quanto mas próximos chegamos..., o mundo muda de cena em menos de um segundo, farois sinalizam os últimos lamentos de uma vida esquecida. É onde a realidade torna-se viva a cada instante, gostaria de devorar meu cancer, na dança do viver, bebi com gelo meus sonhos de estar contigo e agora padeço sob o olhar atento da saudade.
    Continuarei a procura mesmo que encontre rosas muchando ao chão, a dor sempre será a mesma, com tudo tenho que aprender que nada dura pra sempre, mas continuo dormindo com as cicatrizes e acordando com meus demonios que eu mesmo os convidei. Sentado aqui vejo a realidade caindo por entre minhas pernas e despedir-se como uma leve brisa... , me despeço assim desse dia que chega ai amanhecer sou só mas uma sombra a espera de sua luz, perola na cor de jade que rompeu os resquecios de homem apaixonado...

                 Beijos
Edson Junior
Enviado por Edson Junior em 09/11/2007
Código do texto: T730345
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edson Junior
Recife - Pernambuco - Brasil
185 textos (5759 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 08:42)
Edson Junior