Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CARTA PARA UM SUICIDA




        O corpo inerte naquele quarto escuro. Talvez estivesse ali a
        dias devido a rigides cadaverica. Sobre a mesa varios papeis
        e alguns rabiscos de frases interminaveis. Um homem que se
        acovardara diante das batalhas da vida. Mas como dizer a
        alguem verdades que este nao quisera ouvir. Eu para sempre
        carregaria em minha vida a fraqueza deste homem.
        Me ajoelhei, deixando as lagrimas quebrar o silencio e abracei
        seu corpo que jazia ja sem vida. Um unico tiro na tempora
        esquerda ceifou lhe a vida. Sua mala estava sobre a cadeira,
        nada fora planejado, num impeto de desespero ele mudara
        para sempre o destino. Quisera eu retrosceder o tempo e ter
        impedido que ele partisse. Quisera eu poder um dia me
        perdoar por minhas fraquezas. Algo dentro de mim se perdera,
        como eu o perdi. O desatino deste homem para sempre em
        minha vida fara minha alma sangrar. Se houvesse um espaço
        no tempo que eu pudesse voltar e te-lo comigo, eu jamais
        teria dito as coisas que eu disse. Eu o jamais o deixaria vazio
        e ferido. Eu o abraçaria e confessaria meus medos, meus
        sentimentos. Mas me acovardei, me escondi de mim mesma e
        permiti que ele partisse para jamais voltar. Agora que leio sua
        carta esquecida no bolso do seu casaco, que encontrei no
        armario....... Meu amor, eu sei as feridas que lhe causei.
        Eu compreendo seu desespero em abandonar tua familia e
        quando viera em busca de abrigo, eu lhe dei as costas.
        Eu sei neste momento que um homem como voce traido pelos
        caprichos de uma mulher se viu abandonado. Meu amor, se eu
        pudesse novamente abrir a porta de casa naquela madrugada,
        eu o acolheria e diria a voce juntos vamos atravessar esta
        tempestade. Mas agora nada do que eu deseje ou queira o
        trara de volta.
        Me perdoe por ter sido imatura e incompreensivel.
        Me perdoe pore nao te-lo amado como voce me amou.
        Que voce receba minhas preces e possa um dia me perdoar.
        Porque hoje eu sou uma sombra vagando no amargo dos meus
        erros.
                                CAMOMILLA HASSAN
   
CAMOMILLA HASSAN
Enviado por CAMOMILLA HASSAN em 15/11/2007
Código do texto: T738108

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
CAMOMILLA HASSAN
Atibaia - São Paulo - Brasil, 37 anos
1308 textos (159616 leituras)
29 áudios (11818 audições)
5 e-livros (511 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 17:51)
CAMOMILLA HASSAN