Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Destinatário do amanhecer

Para ti ,
          que sabes reconhecer meus sentimentos

  Os primeiros raios de sol, em sinfonia com a natureza, estimulam os sentimentos mais escondidos em lugares quase perdidos de meu coração. É triste que seja assim... Achar onde refugiar o que de mais bonito há dentro de nós é difícil.... Caramba! Como é difícil! Chega a ser atroz, cruel mesmo, ter de tomar a decisão de conservar em tumular recolhimento o mais bonito que pode haver  no coração que ama!
  Justifiquei para mim mesma, dei-me explicações; tive conversas, diálogos, fiz arrazoados, exposição de motivos, enfim e... nada: não adiantou! Aquele 'serzinho' invisível que vive poderosamente dentro da gente e que leva o nome de 'amor', não se convence... não conseguiu entender por que ter de ficar permanentemente recolhido num refúgio com ares de 'solitária', a remoer sozinho  a intensidade que lhe assoma.
    Difícil entender tudo isso... Mais difícil ainda: aceitar e conviver com essas agonias.
   Prega-se, apregoa-se, canta-se aos quatro cantos do mundo que o amor é o valor maior, mais respeitado, mais presente, mais bonito. Mais construtivo. Então, por que ele grita dentro de mim, esperneia para vir à tona? Por que  ele, justamente, é o que precisa ficar trancafiado, sem poder ver a luz do dia e ainda sob o controle da razão? Quando entenderão que razão e emoção, que razão e sentimento não podem ser regidos pelas mesmas  regras?
   E é assim, enfim... sem outra qualquer solução... eu  enclausurada na torre de 'Ismália" e ele sem saber o que fazer.
   Será que, talmente Ismália, corro o risco de um dia perder o senso e  andar no caminho da total insanidade?
   Quem me diz que não?
   Todo coração tem limite para agüentar o que está  ao seu alcance... e o meu já chegando nas bordas, quase derramando...
   Tu saberás dessa história... à distância, muito de longe... mas saberás e não dirás nada (eu sei, nós sabemos), mas nada será modificado... assim tem de ser...assim será.
   Até quando?
   Não há qualquer previsão... talvez até sempre, porque pode ser este o traçado que o destino escolheu para nós.
   Mas o amor ficará... ele é o mais poderoso dentre todas as coisas desse mundinho tão restrito às escolhas feitas além e acima de nós.
   Que fiques bem...  quero para ti! ...estejas onde estiveres.
   Este mundo é morada para nós, é bem verdade, mas cada qual em seu lugar  já antes previamente  determinado... escritos - quem sabe ? - anteriormente  e muito, muito antes de nós, nas estrelas ...
   Te deixo o calor do meu amor...  ele aquecerá também teu coração!
                                       Missivista da aurora
lilu
Enviado por lilu em 17/11/2007
Reeditado em 02/12/2007
Código do texto: T740491
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
lilu
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil
889 textos (364229 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/17 12:48)
lilu