Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A carta de um querubim sem brilho

Estou pensando em ir embora pra bem longe daqui
Pra bem perto de você, onde nada possa nos dividir
Desde que abrir mão das asas que alguém me deu
Minha vida virou um inferno e o que era puro... corrompeu

Não tente me entender porque motivos eu não tenho
Apenas um amor a tudo que eu não compreendo
Eu odeio a hipocrisia que exala da pureza
E eu amo a simetria que existe na tristeza

Quando alguém me perguntar o porque da decisão
Do que vai adiantar dar alguma explicação
Pras maiores decisões explicações não valem nada
Pros melhores amigos não importa porque foi tomada

A vida lhe revela sutilmente quem tá do seu lado ou não
E lhe mostra sorrateira o poder da indecisão
Quem tá junto apóia e vai pra qualquer lugar
Quem pondera vacila e não se pode vacilar

Assim eu termino a minha carta para todos
Incentivando sempre a buscar o coração
Deixando a mensagem de ingratidão
Pra todo aquele que faz da vida uma prisão

Ame o seu próximo como a ti mesmo
Escolha os amigos...os melhores a dedo
Ame uma mulher se você for um rapaz
Ame um rapaz se você for uma mulher capaz

E deixe a vida ir seguindo e levando as mágoas
Deixe o copo ir caindo e derramando a água
Deixe o céu e as estrelas desabarem sobre mim
Que milhões de pessoas serão um terço do fim
Darlan Santana
Enviado por Darlan Santana em 19/11/2007
Reeditado em 21/12/2007
Código do texto: T743040
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Darlan Santana
Aracaju - Sergipe - Brasil, 32 anos
139 textos (6329 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 03:08)
Darlan Santana