Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A caminho de algo...

É  triste descobrir que as amizades, são meras coincidência do destino,
e que depois de certo tempo perde-se a admiração,
o carinho, e é cada um por si...

Duro acreditar que as possibilidades do homem primeiro deve ser alma, para que seja leve e descubra, por si só, uma orientação. Mas o homem também deve ser camelo, para que possa suportar o peso e as angústias que todo caminho traz. Contudo, isso não ocorreria se o homem não tiver um pouco de dragão com sua força, dureza e severidade; é preciso saber atacar. Por fim, o mais importante é que o homem saiba ser bebê e que possua ingenuidade suficiente para adoçar a vida e saber viver cada vez mais momentos bons e agradáveis, já que o homem, com o tempo, tende a sistematizar as coisas e complicá-las cada vez mais.

Portanto, se o primeiro passo falhar, o homem, se não descobre sua verdadeira natureza, tende a se atacar, uma vez que viverá algo que suas reais virtudes não toleram. E assim será necessário reiniciar o processo. Apenas assim o homem se superará. E esse processo pode levar uma vida inteira: é constante e se renova com freqüência.

Por toda blasfêmia que atinge o homem, por severa seja a realidade for, mais importante
Que sejamos sempre um eu de conhecimento de si próprio, um conhecimento vasto de mudanças para o melhoramento do meu comportamento.
zelia costa
Enviado por zelia costa em 30/11/2007
Reeditado em 30/11/2007
Código do texto: T758654
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
zelia costa
Aracaju - Sergipe - Brasil, 33 anos
52 textos (1960 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 17:45)
zelia costa