Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Uma louca tempestade

Eu estive a madrugada inteira te imaginando a dormir do meu lado, eu estive em outros mundos mas quis tanto estar ao seu lado e nunca consegui tal proeza...
Eu estive escrevendo tanto de nós dois que me perdi em minhas frases
E de que adiantou, você não veio me visitar, não deixou nenhuma marca sua em meu corpo, não respondeu minhas cartas, você simplesmente sumiu...
E relamente tudo aconteceu exatamente como você disse que aconteceria.
Hoje ue quero é rasgar tudo o que me lembra você, meus escritos, minhas cartas atiradas ao vento, junto com minhas lágrimas, na madrugada a dor é pior...
Ver a cama vazia e querer você aqui, não poder, não ter, não consigo mais aceitar um não como resposta do tempo...
Eu esperei tanto e o destino parece ter me esquecido, esqueceu que eu amei, que amei você...
Eu quero mais é me atirar do último andar e te lembrar pra sempre...
Eu quero mais é atear fogo em tudo o que escrevo, e deixar que nossa história continue inédita...
Só nossos olhos viram e ninguém mais pode negar...
Um amor pra recordar, um aperto no peito, uma dor que vem da alma, nunca mais o mesmo sorriso, a luz do sol já não bate em minha pele como antes e nem os raios de luar brilham da mesma intensidade...
Desde que decidi que você decidisse por nós dois, eu me arrependo todos os dias, não tive forças pra lutar, mas tentei e perdi...
Hoje mais calma depois dessa louca tempestade que foi você, hoje mais consciente que nem tudo é como eu quis que fosse, mas foi e será assim.
Hoje mais de mim mesma do que ontem, não importa o quanto tentou nunca conseguiu...
Tantas melodias que lembram tanto nós dois, que saudade louca essa, que vontade de ser, ter estar novamente...
Acho que pior que ter deixado que você fosse é não saber nada de você, não saber se ainda está bem, se ainda anda de terno ou se optou por camiseta e calça jeans, se ainda está pensando em voltar, não pra mim, mas pra casa...
Eu quis tanto que me amasse, mas perdi a noção de tudo, nada restou de você em mim...
Só o que sinto e ola que já me é suficiente...
Essa é a última carta que escrevo de nós dois então por favor, leia e se resolver responda, o silêncio me machuca tanto, daqui um tempo, não sei se poderei dizer que valeu amar você como amei... e ainda amo!!!

Nathalya Etchebehere
Enviado por Nathalya Etchebehere em 06/12/2007
Código do texto: T767209

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Nathalya Etchebehere
Ribeirão Preto - São Paulo - Brasil, 32 anos
252 textos (22939 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 11:19)
Nathalya Etchebehere