Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

    Tombo de Criança e Traição de Namorado

          Ontem à noite, quando você chegou em casa encharcada de tristeza, depois de ter descoberto a traição de seu namorado, lembrei-me de infâncias, tombos e joelhos ralados.

          A criança cai, arranha o joelho todinho, fica com aquele sangue quente escorrendo até o pé. Então, vem chorando, aos soluços, buscar o conforto do adulto, que diz pra ela: não chora, não! Não foi nada!

       Não foi nada o cacete! Joelho de criança esfolado dói muito. Dói bem mais que dor de cor...tovelo.

       Filha, posso te oferecer meu ombro, te aninhar no meu colo, ouvir o seu pranto, entoar acalantos pra embalar sua dor. Mas é pouco...

       Chora, se você quer chorar. Mas chora muito mesmo. Chora de ficar com a cara inchada, sem poder abrir os olhos e com o nariz escorrendo. Xinga, soca o colchão, sufoca tudo com o travesseiro. Promete entrar pro convento na semana que vem. Rasga a foto dele, ou dorme - se conseguir dormir - com ela. Amores nunca mais! Homens não prestam, são todos iguais! Nunca mais me apaixono!

       Ainda está doendo o joelho que você ralou inteiro naquele tombo horroroso de sua infância?

       Pois é...

       Estou com você. Sempre.

       Com "todo o amor que houver nessa vida",

                                                                    Mamãe






Rosane Coelho
Enviado por Rosane Coelho em 01/12/2005
Reeditado em 07/04/2006
Código do texto: T79387
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Rosane Coelho
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 62 anos
883 textos (38594 leituras)
1 e-livros (108 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 08:53)
Rosane Coelho