Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

205-CANTIGA de SILU PARA LILIAN MAIAL


205-CANTIGA DE SILU PARA LILIAN MAIAL

Por Sílvia Araújo Motta

1-Como tem sido legal
Ler este teu ESPAÇO!
Tuas letras, universais,
teclam o mesmo que faço!
Desabafos são reais,
sentimentos individuais.

2-OLÁ... Lílian Maial
Olha, eu estava tão só...
e ao passear online
Vi que o Recanto é legal...
Oi... Estás abaixo do SOL
mas bem a(SI)cima de MIm...

3-É doce REmemorar,
meu passado bem feliz...
mas traz DOr  a SOLidão
é o meu coração que diz...
Sem “MIo grande amore”,
não respiro ofegante...

4-Aquele amado tratante
que  se foi... há muito...
meu queridíssimo esposo,
tão amigo e tão amante.
SOLdade é demais!
Faz-me gemer em ais...

5-LÁ de cima entre estrelas
ainda pode ver-me...
E posso ouvi-LAs e cantar:
“boi, boi, boi da cara preta,
pega esta menina,
que tem medo de careta... “

6-Tenho muito medo
de chorar novamente...
Que pena! Faz até dó,
assentar sozinha, só,
sem reLAr em cima
do SOL... FÁ, lá da sala.

7-Tive culpa e não nego,
Ao aceitar só um abraço
o meu querer ficou cego...
e dei nó cego no laço...
E se tornou nosso laço
um nó cego de paixão,

8-sentia...em cada abraço,
bater um só coração.
...Silêncio! Luz apagada
não vejo televisão...
minha TECLA é tão amada
no computador-paixão.

9-Ah! SIlêncio que dói!
Faz-me chorar e sofrer
por doer a SOLidão.
Continue a escrever
e a mandar-me sua lição,
para que eu possa aprender
encontrar a solução...

10-Ele era muito ciumento
por isso até me inspirou:
Na trova fiz meu lamento
que até belo prêmio ganhou...
Todo Amor fica em pedaços,
quando o ciúme que é cego,
sofrendo desata os laços
e maltrata o superego.

11-Meu amor que vi partindo
fêz-me sofrer por VAIDADE!
Hoje vivo o sonho lindo
do resgate à LIBERDADE.
Lilian, eu sou musicóloga
bem feliz aposentada,
professora e psicóloga,
pela NET apaixonada.

Até breve...
Bjs Silu/BH/MG/BRASIL.

Enviado em 23/11/2005 00:59
para "OITAVAS ACIMA" -
POETRIX de Lílian Maial

OITAVAS ACIMA

de mi(m)
ou eu
de si.

Publicado no Recanto das Letras em 22-11-2005.
Silvia Araujo Motta
Enviado por Silvia Araujo Motta em 02/12/2005
Código do texto: T79908
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Silvia Araujo Motta
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 65 anos
6555 textos (668816 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 17:00)
Silvia Araujo Motta