Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sobre a carta que você me deu em mãos

Quando lábios se tocam e sabem que ficarão distantes, tanto pelo tempo quanto pelo espaço, o beijo sai tão doce, tão suave, que institivamente lambemos os lábios em busca de algum resquício, de algum gosto que torne a lacuna menos espaçosa.

Os pés pesados que deixam para trás um sonho seguem firmes, teimosos, sem fraquejar. São pés frustrados por não serem asas, mas ao mesmo tempo felizes por não serem pedras. E foi enquanto estes pés me guiavam que li as palavras que você deixou naquele papel.

Enquanto meus olhos liam o que a ponta da sua caneta desenhou, as linhas curvas da sua caligrafia pareciam se tornar as linhas curvas do seu rosto, que fica bonito de um jeito especial quando você fala olhando direto nos meus olhos. E toda vez que eu releio as palavras sinto que transgrido um pouquinho a barreira do Espaço e do Tempo, cruéis inspetores da nossa temporária situação.

Obrigado por meu portal de papel.
Thiago Zanetti
Enviado por Thiago Zanetti em 17/12/2005
Reeditado em 05/02/2006
Código do texto: T87331
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Thiago Zanetti
Sorocaba - São Paulo - Brasil, 30 anos
212 textos (41332 leituras)
68 áudios (7571 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 08:48)
Thiago Zanetti