Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Meu Querido Pai

Faz algum tempo que você partiu, mas quero que saiba que sempre estará presente em minha vida. Afinal, tenho muito de você.

Nessa época de Natal, a saudade bate ainda mais forte.  Vem as lembranças das noites de Natal, a sua presença marcante, que mesmo calado, não conseguia esconder a alegria de ter a família em torno da mesa.  Você sempre lembrava das pessoas que não tinham o que comer e passavam necessidades. Hoje eu sei porque acho o Natal um pouco triste. Mas não importa. Você me ensinou  que devemos ajudar aos necessitados.

Hoje, quando assistia a televisão e acariciava os cabelos do meu filho,a textura, o brilho dos cabelos dele,  me fez lembrar os seus. Voltei a ser criança nas tarde em que penteava os seus cabelos e ficava longas horas ao seu lado enquanto lia o Jornal do Brasil. Sabe, senti o seu calor, a sua presença.  Meus olhos se encheram de lágrimas. Uma saudade gostosa tomou conta de mim. Fiquei feliz em sentir você tão intenso em meu coração.

Pai, agora entendo a frase de  Adélia Prado:  “ O que a memória amou fica eterno”.

Por tudo , muito obrigado.
Beijos do seu  filho,
Roberto
Roberto Passos do Amaral Pereira
Enviado por Roberto Passos do Amaral Pereira em 18/12/2005
Reeditado em 19/12/2005
Código do texto: T88003
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Roberto Passos do Amaral Pereira
Vitória - Espírito Santo - Brasil
1280 textos (127656 leituras)
11 áudios (1581 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:23)
Roberto Passos do Amaral Pereira