Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ao amor que morreu, mas vive em mim...


Encontrei alguém com o maior coração que já havia visto. Encontrei um anjo.
Ele me viu aqui nessa escuridão e foi iluminando tudo a cada sorriso que nós dávamos, eu acreditei que tudo podia ser diferente e era.
Eu tentei ir até o fim disso, ir para a parte onde a dor é menor, onde houvesse algum conforto, mas é insuportável continuar sem você aqui.
Uma pessoa com a alma perdida e tão carente como é a minha agora não pode viver assim por muito tempo.
 Ando em círculos e eles estão ficando cada vez menores.
 Eu cansei de tentar entender ou aceitar. Tenho acordado para ver outro dia passar.
A sabedoria que a vivência me trouxe não está me ajudando em nada, não sei o que realmente importa na minha vida agora, no que acreditar ou o que significa estar vivo.
Coisas boas estão sendo postas à minha frente, mas o que eu realmente quero, não posso ter...
Ainda não estava pronta p/ te perder.
Eu não sei como fez, mas você tocou tão fundo no meu coração que foi suficiente para o resto da minha vida.
direitos reservados Nadia Luz
Enviado por direitos reservados Nadia Luz em 19/12/2005
Código do texto: T88201
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
direitos reservados Nadia Luz
Londrina - Paraná - Brasil
80 textos (7863 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 12:42)
direitos reservados Nadia Luz