Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LEIA-ME HOJE, POR FAVOR!

BOM SENSO NO RECANTO DAS LETRAS
Natal é tempo de festa, da paz de amor!Nesta época doa ano os ânimos costumam estar mais exaltados, as pessoas mais sensíveis.
É preciso exercitar ainda mais uma das maiores virtudes que o mestre ofertou-nos _ A PACIÊNCIA.
Confesso que não sei ao certo o que anda a acontecer por este recanto, mas tenho lido alguns manifestos e comentários.Não poderia deixar de emitir uma modesta opinião.
Com muita atenção devemos ler as regras de uso do recanto, as quais copiei e colei abaixo:
Está nas Condições Gerais de Uso do Recanto das Letras:
O ASSINANTE se compromete a não publicar conteúdos que:
 
(a) Sejam ilegais, violentos, racistas ou preconceituosos;
TENHO LIDO BASTANTES TEXTOS NOS ÚLTIMOS DIAS POR ESTAR DE FÉRIAS.CONFESSO QUE NÃO LI NADA QUE VIOLASSE O ÍTEM ACIMA.
[(b) Sejam falsos, ambíguos, inexatos, exagerados ou extemporâneos; ]
AQUI TAMBÉM NADA PUDE CONSTATAR.
(c) Estejam protegidos por direitos pertencentes a terceiros, sem a necessária autorização por parte dos seus detentores;
(d) Venham a ameaçar, ofender, abalar a imagem ou prejudicar terceiros;
(e) Coloquem à disposição ou possibilitem o acesso a mensagens, produtos ou serviços ilícitos, violentos, racistas ou preconceituosos;
 AQUI TAMBÉM NADA PUDE CONSTATAR.
(f) Não sejam de sua própria autoria.
COM RELAÇÃO OS ITENS C,D e F, TENHA ALGUMAS CONSIDERAÇÕES A FAZER.
Li alguns textos de autores conhecidos ou de mensagens recebidas por e-mail as quais foram publicadas por participantes do recanto.
Creio que aqui não deva ser o local para publicação de tais textos.
Quem procura o recanto quer ler textos de autoria própria de que aqui publica (O item F é bem claro em relação a isto).
Li também uma piada sobre “gaúchos” e várias manifestações sobre isto.Como gaúcha em nada me senti ofendida com a piada, até porque ela estava publicada na categoria de humor.
Vivemos numa democracia, e cada pessoa tem o direito de manifestar-se livremente, desde que respeite as regras do bom senso.
Li também outro autor falando sobre diferentes gêneros literários, dizia ele, mais ou menos assim, que talvez devessem ser escritos outros tipos de textos que não fossem apenas poemas...
De minha parte, acredito que cada pessoa deva escrever aquilo que sinta-se bem escrevendo, mas cuidando sempre da qualidade daquilo que escreve.
Eu, particularmente, gosto e sei escrever melhor poesias.Seria um caos completo escrevendo artigos, ensaios, resenhas.Ademais, quem gosta de ler meus textos, vai procurar-me na categoria poesia e não em crônicas ou resumos.Contudo, não excluo o direito de autor manifestar-se.
O que eu considero mais grave, é a publicação excessiva de textos.na semana passada, queria ler alguns poemas e tive dificuldades, pois havia uma enxurrada de trabalhos de uma mesma pessoa.confesso que não li nenhum dos mais de 300.
Algumas vezes já publiquei mais de cinco poemas num mesmo dia, mas procurando sempre a QUALIDADE À QUANTIDADE.
TENHAMOS TODOS BOM SENSO NAQUILO QUE ESCREVEMOS E PUBLICAMOS.
A TODOS UM FELIZ NATAL
BEIJOS DENISE






Denise Severgnini
Enviado por Denise Severgnini em 23/12/2005
Código do texto: T89735

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Denise de Souza Severgnini http://www.denisesevergnini.recantodasletras.com.br) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Denise Severgnini
Novo Hamburgo - Rio Grande do Sul - Brasil, 57 anos
11345 textos (916665 leituras)
16 áudios (8882 audições)
311 e-livros (34109 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 22:46)
Denise Severgnini