Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cirandinha - Gueixas


Segredos de Gueixa
Luli Coutinho

Expandiu-me a alma
Meu grito de dor
Dor de êxtase
Segredos de gueixa.

Pele marfim
Quimono de seda
Vermelho carmim
Ânsia espera.

Beijo-te o corpo
Dou-te amor
Amor desmedido
Sem pudor.



Silêncio de Gueixa
Eme Paiva


Atendo ao chamado
em passos curtinhos...
Acorro ao teu leito
e chego calada...

Me falas baixinho
em língua estrangeira
e eu faço que sim.
Porém nada falo...
o aceno da cabeça
é que fala por mim.

Me dispo e teus olhos
me despem primeiro,
me deito em teus braços
e sinto teu cheiro...

Tu és estrangeiro
és lindo e rosado...
Gestos delicados
como nunca vi
Mas, disso não falo...
só guardo pra mim...

Teu amor me envolve!...
Sinto que destravo
minha alma voa
numa curva turva...
que mais se enturva
aos sons que teu prazer,
desperta em mim!
Mas eu nada falo...
Só aceno que sim...

5.5.6



Prazeres de Gueixa
Eneida L Lemos


Te encotro em silêncio...
nada preciso dizer,
De minhas mãos...
suaves toques em teu corpo,
da minha boca ...
beijos ardentes molham seu lábios,
Sou sua gueixa...
música e chá, o quimono ao chão,
nua... em teus braços...
disperto tesão!
Dialetos diferente...
com uma sensação identica.
Toques,
com delicados retoques..
sorriso cabisbaixo ,
discreto.
desejo humano...
indiscreto.
Prazeres de gueixa cantados em verso...
espalhados pelos quatro cantos do universo.
Nesta terra estrangeira...
silencia a saudade, cura a sua dor,
em meus prazeres de gueixa...
encontras um novo amor.



Fui uma Gueixa...
Adilia Monteiro Aguiar Oya

Na adolescência minha beleza
despertou o aprendizado
da minha arte...
Aprendi a dançar,
a arte do chá e de
instrumentos musicais...
Aprendi a arte da caligrafia,
pintura,dançar...

minha visáo romântica de servir,
minha vida a seguir...
Anos duros de luta,
a aprender a dançar,envolver,
encantar!
Anos duros de aprendizado
dediquei...

Sem horas para minhas ilusóes,
sem tempo de fascinação!
Amar só na imaginação,
dedicar sempre em ação!
Luta diária no estudo de
ser sempre agradável,
gentil,graciosa,envolvente..

Hoje o tempo passou,
minhas rugas no rosto
a surgir...
meu corpo
sem formas,ilusóes a fugir...
Deste tempo de só servir
meu peito guarda a cor
dos sakuras,o som dos shamisens,
sentimentos e vida sem
minhas emoções...
Sim...fui uma gueixa!



Gueixa
elisasantos


Pessegueiros em flor
Crisântemos de mil pétalas
Templos, ídolos.
Arrozais maduros
ao sabor do vento.
Com o sol nascente
Surge o privilégio
De estar comigo,
Síntese de arte,
Perfeição resumo
Sou a foto encarnada
De mulher idealizada

Nas masculinas mentes.
Sou onde momentaneamente
Foges do sombrio
Das pérolas frias
Coisas do Oriente...

www.rodadeleitura.com
seu site de poesia




(Há uma visão muito errada dos ocidentais acerca das gueixas...
As gueixas náo eram prostitutas,a sua principal função era oferecer entretenimento por
meio da dança e da música,aos seu convidados!
estes convidados eram homens do mais alto poder aquisitivo,aos quais
estes pagavam para ter horas de entretenimento ...
Uma gueixa só se envolvia com um cliente se assim desejasse!
náo era paga para serviços sexuais)

Adilia Monteiro de Aguiar Oya

8/5/2006

LuliCoutinho
Enviado por LuliCoutinho em 08/05/2006
Reeditado em 01/06/2007
Código do texto: T152446
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
LuliCoutinho
São Paulo - São Paulo - Brasil
863 textos (158639 leituras)
2 áudios (428 audições)
7 e-livros (1313 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 16:03)
LuliCoutinho