Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Desespero


Ciranda Desespero

Antonio Carlos Menezes
Eneida Lemos
Silsaboia
Ciducha
Marta Diaz Fonti
ARNEYDE T. MARCHESCHI
Bruxinhadobem(BellVil)
CAROLINE
Maria Thereza Neves
Tarcísio Ribeiro Costa
Pedro Valdoy
Sávio Assad
Mari
by Penhah Castro
Nisia Barros
Luiz Poeta ( sbacem-rj ) - Luiz Gilberto de Barros
Marcial Salaverry
Schyrlei Pinheiro
 
desespero
 
 
... e você que não me aparece,
pra me dizer qualquer coisa,
pra me fazer mais poeta!?
 
(antonio carlos menezes)
 
 
**************
 
Estou aqui,
Olhe no fundo de sua alma.
Nos versos que brotam com louvor...
Da sua saudades, da sua dor...
 
(Eneida Lemos)
 
**************
 
Te fiz poeta porque te amei?
E dores causei?
Então me agradece
um agradecimento profundo..
Pois te fiz sem querer
o maior poeta do mundo!
 
Silsaboia
*****************
 
Mas se para mim,
és o maior e o
melhor......pois é
  o meu poeta!
 
Ciducha
 
*********************
 
Me hice poeta porque amé...
Y porque seguí amando...
Y porque amo...
Y ahora me pides que no desespere
porque has partido?
Sigo amando...
Desesperando...
Y siempre escribiendo...
Por vos...
Por él...
Y por el que llegará!
 
Marta Diaz Fonti
 
***************
***************
 
Te fiz poeta
na alegria que semeiei
nas dores que suportei
no amor que te dei
 
ARNEYDE T. MARCHESCHI
VITORIA.E.SANTO 04/10/2005
 
****************
Sou bruma, que  na noite se faz lua,
e ao sabor do vento
liberto meu coração...
 Me faço passáro,
pousado em tua mão
 
caroline
 
***********************
 
Ao poeta, os versos,
jamais poderão faltar
Seria o sol, de repente,
deixar de brilhar
Mesmo que se negue a ler,
jamais conseguirá deixar de escrever
 
Bruxinhadobem(BellVil)
 
*****************
 
desespero
 
nada mais resta em mim do poeta
somente letras das sombras distantes
e os ecos mudos que não respondem
 
4/10/05
Maria Thereza Neves
 
****************
desespero
 
Não encontro  um píer,
estou à deriva no mar
 da incerteza.

04/10/05
Tarcísio Ribeiro Costa
 
***************
 
Perdido estou
 
Sinto-me um poeta
perdido no firmamento
com lágrimas de cristal
 
Pedro Valdoy
Lisboa 2005
**********************
 
Virei uma rocha solitária
nestes cminhos trépicos e secos
abandonado ao relento.
Sávio Assad
 
*********************
 
não responde,pois
com a tua partida,o
sonho acabou,nada
restou,só as sombras
 ficaram.
Mari,04/10/2005
 
**************
 
Eis-me aqui meu poeta
porque preciso cantar
sem som e sem eco,mas intensamente
o que sinto na alma o que vai na minha mente
e, no papel escrever
AH! Como amo você!
by Penhah Castro
 
********************
 
Ah! meu poeta, que desespero...
Disseste tantas belas mentiras...
Foste insincero
Usaste da tua arte para
 levar-me ao exaspero
Me deixando ao léu
Sem o menor
esmero
Nisia Barros
 
*****************
 
Quando quero te lembrar,
Apelo, chamo a poesia...
Invento uma fantasia,
Beijo teus lábios ausentes...
Estás tão longe... que pena...
Apenas brota, serena
Uma lágrima... arredia.
Luiz Poeta ( sbacem-rj ) - Luiz Gilberto de Barros
****************
A alma poetal não conhece desespero,
e para a felicidade,
apenas diz... espero...
Marcial Salaverry
 
***************
Desespero grito do medo
som que nasce da dor
que o amor não suporta.
Schyrlei Pinheiro
 
Eneida L Lemos
Enviado por Eneida L Lemos em 18/05/2006
Código do texto: T158520
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Eneida L Lemos
São Paulo - São Paulo - Brasil
115 textos (4225 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 15:52)
Eneida L Lemos