Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Guerra – Adultério da Paz

Adúlteros da paz os que contendem por egoísmo, por vaidade
e fome de poder. Não param, não sentam,
não refletem para ouvir, e melhor seu próximo conhecer.

O mundo está dividido
porque uns querem a guerra e outros querem a paz,
todos se justificam querendo e buscando o que lhe satisfaz.

Sempre existiram as guerras desde o princípio das civilizações
e porque não dizer desde a origem do homem
essa brutalidade tem invadido os corações!

Disputa violenta entre grupos organizados...
tem a estupidez como conseqüência, e pela insensatez
todos finalmente acabam estressados.

É uma brutalidade humana que não se cansa
e revela uma atitude insana de busca permanente
quase sempre frustrada, já que o objetivo maior não se alcança.

Reúnem para decidir, para indicar o que vai ser
fazer descobertas, conhecer o inimigo,
mas nunca reúnem para amar e compreender.

                                                  Maria Loussa
Maria Loussa
Enviado por Maria Loussa em 20/08/2006
Reeditado em 18/09/2006
Código do texto: T221130

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para o site www.loussa.prosaeverso.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Maria Loussa
Posse - Goiás - Brasil
391 textos (135859 leituras)
5 áudios (370 audições)
4 e-livros (1907 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 22:36)
Maria Loussa

Site do Escritor