Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CIRANDA DA PRIMAVERA

A primavera chegou
e encontrou o Recanto das Letras de portas abertas!
Com o seu sorriso de cores
fez nele seu abrigo de paz,
com o seu beijo de flores!
Também trouxe esperanças entre os amores
de amizades sinceras,
pediu paz para terra
e deixou um recado para as Poetisas e todos os Poetas:
“VENHAM, PARTICIPEM
E FALE O QUANTO NA VIDA, EU SOU BELA”!
                       Akeza
 ---------------------------------------------------
"Mil gorgeios, asas bailam // num céu tomado de azul. //
É a Primavera chegando // no Brasil de Norte a Sul."
                     
                       HLuna
 ---------------------------------------------------
AZUL EN PRIMAVERA

Azul en primavera...

vestida de armonía

perfumando palabras

con los encajes del alma.

Vivificantes colores

entretejiendo el sol

con el palpitar de su candor.

Lecho de ensoñación

meciéndose en los rosales,

pregonando con donaire

la mas entusiasta alegría

al despertar el día.

En los celajes del cielo

escribí tu nombre con amor.

De las cristalinas gotas de tu voz

bebí el elixir de la pasión.

Tu amor es sentimiento de arrebol.

Tus besos algodones de seda

floreciendo en silencio

en cada primavera.

Como un suave suspiro

brota por los valles cada latido.

Sonriéndole a la brisa

discurren los arroyuelos

con su placida sonrisa.

© Noris Roberts

Azul em primavera

vestida de harmonia

perfumando palavras

com os encaixes do alma.

Vivificantes cores

entretejiendo o sol

com o palpitar de seu candor.

Leito de ensoñación

meciéndose nas roseiras,

pregando com donaire

a mas entusiastas alegria

ao acordar o dia.

Nos celajes do céu

escrevi teu nome com amor.

Das cristalinas gotas de tua voz

bebi o elixir da paixão.

Teu amor é sentimento de arrebol.

Teus beijos algodões de seda

florescendo em silêncio

em cada primavera.

Como um suave suspiro

brota pelos vales cada latido.

Sorrindo-lhe à brisa

discorrem os arroyuelos

com seu placida sorriso.

                   © Noris Roberts
 -----------------------------------------------------
HAIKAI 53
 
Do amor a flor
suga todo o seio
caido sem cor

                   Aradia Rhianon
 -----------------------------------------------------

PRIMAVERA

Nas matas fechadas surgem imbaúbas prateadas,
circundando quaresmeiras e seus buquês arroxeados.
Contemplando esse espetáculo, meu desencanto sumiu,
à VIDA voltei de novo.
A PRIMAVERA devolveu-me o que perdi no passado.

                   Vanuza
 -----------------------------------------------------
 PRIMAVERA

Relembrados os amores,
renova-se a natureza.
Composta por todas as cores
que se expressam com leveza.
E eu olhando as flores
que esbanjam rara beleza,
despeço-me das velhas dores
pra ser feliz, com certeza!

                  Priscila de Loureiro Coelho
 ------------------------------------------------------
PRIMAVERA

Leva-me perto do Céu,
Próximo dos Pássaros,
Desafia as Estrelas,
E.....
Encontra a Primavera.
Saiem da Boca,
Chuva de Letras,
no Compasso do Universo,
Perdura a Liberdade
Cantando Primavera.
Crianças,
Borboletas,
Aves,
Flôres,
Poesia...
Sementes de Esperança.
Voam em "Flat",
A Ilusão e a Paixão,
Ansiando o Encanto da Estação.
Lágrimas Amargas,
Adoçam Amores...
Olhando o SOL...
Edificam tamanha Beleza.
Deparei-me com uma FLÔR,
Fertilizando a Terra...
Vigorando os Homens...
Espraiando o Sol...
Para o Sorriso da Eterna Jovem "Primavera".

Hermelle
 -----------------------------------------------------
PRIMAVERA

Quando setembro vier
o tempo vai mudar,
aposto com quem quiser,
que o calor é de matar.
Vive-se a primavera
em boa parte do Brasil,
onde as flores mais belas
contrastam com o céu anil.
No Nordeste, entretanto
o tempo não é igual,
as estações, no entanto
tem duração desigual.
As estações de fato
são duas e olhe lá,
no inverno chuva e mato
e muito produto há.
Se não chove, há apenas
a seca ou o verão
e são tristes as cenas
na terra do meu sertão.
As trepadeiras floridas,
no mato e nos jardins
dão alegria às vidas
junto aos Ipês e jasmins.
Primavera no Nordeste
é tempo de muito sol
e a caatinga se veste
de cinza no arrebol.
As flores roxas do Ipê,
do Juazeiro e Japão
dá gosto a gente vê,
nos alegra o coração.
O Pau d’arco amarelo
e também o cajueiro,
o mandacaru e a manga
também floram bem ligeiro.
De setembro a dezembro
é tempo de esperar
de rezar que eu me lembro
pedindo pra chuva chegar.
É tempo na nossa terra
do homem fazer destoca
é durante a primavera
que sua rocinha ele broca.
Adivinhando a chuva,
o Anun canta enxurrada,
o Galo Campina e o Cancão,
cantam fazendo zoada.
É vez da Asa Branca
no Galho verde cantar
é uma oração Santa
a chuva vai chegar.
Se ela cantar, porém
num galho seco de pau
não deve plantar ninguém
é agouro e o canto mau.
São muitos os sinais
pro homem observar,
em plantas e animais
pra ele se orientar.
Sob sol causticante
da região nordestina,
vive a primavera gritante
os crentes da Graça Divina!

marineusantana@hotmail.com Brejo Santo - Ceará, 17/09/2006.

                    Marineusa Santana
 ------------------------------------------------------
Ciranda da Primavera III

Akeza, o gerânio é para você. Como fazer poema não sei, entrei com flores em sua ciranda! Abraços.
                    Fernanda Araújo
Akeza
Enviado por Akeza em 11/09/2006
Reeditado em 20/09/2006
Código do texto: T237369
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Akeza
Canavieiras - Bahia - Brasil, 55 anos
2367 textos (403196 leituras)
59 áudios (108005 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 11:38)
Akeza