Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

soneto de um olhar

teus olhos bobos, meio zonzos com os meus,
teus olhos bambos com a estrada e com o breu
e com a névoa, os teus olhos, procurando,
teus olhos curvos com a noite me arroubando,

e com as curvas os teus olhos retilíneos,
co desalinho se alinhando embora esguios,
e embora certos, errabundos co mistério,
teus olhos vôos me avoando meio aéreos...

que querem eles, os teus olhos, me buscando???
será que rir em quando o escuro vão trilhando
ou querem eles com os meus jungir a vida???

pois que, me explica, em quando cambos me encontraram
não foi que os ventos que sem norte se assopraram
entrechocaram cos meus olhos tua trilha???
andré boniatti
Enviado por andré boniatti em 23/11/2006
Reeditado em 17/01/2017
Código do texto: T299132
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (andré boniatti). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
andré boniatti
Corbélia - Paraná - Brasil
292 textos (45510 leituras)
17 áudios (918 audições)
13 e-livros (752 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 01/03/17 17:31)
andré boniatti